Renata Sborgia

Professora de Português

Renata

Sborgia

Advogada, Prof. de Português, Consultora e Revisora, Mestra USP/RP, Especialista em Língua Portuguesa, Pós-Graduada pela FGV/RJ, com MBA em Direito e Gestão Educacional, autora de vários livros como a Gramática Português Sem Segredos (Ed. Madras), em co-a

renatacs@convex.com.br

Cultivando a Língua Portuguesa

 
07/10/2015

1-) O departamento foi comunicado “do corte” dos funcionários.
     O departamento não foi comunicado!
    O correto é: O corte dos funcionários foi comunicado ao departamento.
     REGRA FÁCIL: As pessoas não são comunicadas. Os fatos é que são comunicados às pessoas.
Algo sempre será comunicado a alguém.
No exemplo:  algo: o corte dos funcionários.
                       Alguém: ao departamento.
                       Comunicado: é a expressão utilizada na frase.
2-) “TODO O” adolescente daquela sala de aula participou da formatura.
    Não participou não!
 O correto é:  TODO ADOLESCENTE (sem o artigo O)
REGRA FÁCIL: Todo (sem o artigo definido O) significa qualquer, cada.
Ex.: Toda criança quer pipoca.
Todo (com o artigo definido O): significa inteiro.
EX.: Toda a escola foi homenageada. (a escola inteira).
“ Antes de mais nada”, quero ser feliz!
Será?!
Sobre a expressão: Antes de mais nada.
Geralmente empregada na abertura de discursos, a expressão “antes de mais nada” significa “em primeiro lugar”.
Alguns autores dizem tratar-se de uma expressão vazia, argumento totalmente rebatível por outros autores, uma vez que é compreendida por qualquer falante.
Antes de mais nada – pode ser empregada como sinônimo de “antes de tudo”, “em primeiro lugar”, “antes de qualquer coisa”.
Sem origem definida, essa locução adverbial é encontrada em textos antigos, como em “República”, obra de Rui Barbosa de 1902:  “Ora, antes de mais nada, se essa dissonância fosse inevitável, eu não a teria adotado”.
   “Comece um caso de amor consigo mesma e pare de se boicotar”.
Martha Medeiros.

1-) O departamento foi comunicado “do corte” dos funcionários.
     O departamento não foi comunicado!
    O correto é: O corte dos funcionários foi comunicado ao departamento.
     REGRA FÁCIL: As pessoas não são comunicadas. Os fatos é que são comunicados às pessoas.
Algo sempre será comunicado a alguém.
No exemplo:  algo: o corte dos funcionários.
                       Alguém: ao departamento.
                       Comunicado: é a expressão utilizada na frase.
2-) “TODO O” adolescente daquela sala de aula participou da formatura.
    Não participou não!
 O correto é:  TODO ADOLESCENTE (sem o artigo O)
REGRA FÁCIL: Todo (sem o artigo definido O) significa qualquer, cada.
Ex.: Toda criança quer pipoca.
Todo (com o artigo definido O): significa inteiro.
EX.: Toda a escola foi homenageada. (a escola inteira).
“ Antes de mais nada”, quero ser feliz!
Será?!
Sobre a expressão: Antes de mais nada.
Geralmente empregada na abertura de discursos, a expressão “antes de mais nada” significa “em primeiro lugar”.
Alguns autores dizem tratar-se de uma expressão vazia, argumento totalmente rebatível por outros autores, uma vez que é compreendida por qualquer falante.
Antes de mais nada – pode ser empregada como sinônimo de “antes de tudo”, “em primeiro lugar”, “antes de qualquer coisa”.
Sem origem definida, essa locução adverbial é encontrada em textos antigos, como em “República”, obra de Rui Barbosa de 1902:  “Ora, antes de mais nada, se essa dissonância fosse inevitável, eu não a teria adotado”.

Fonte: Revista Canavieiros - ed. 111

Cultivando a Língua Portuguesa

07/10/2015

1-) O departamento foi comunicado “do corte” dos funcionários.
     O departamento não foi comunicado!
    O correto é: O corte dos funcionários foi comunicado ao departamento.
     REGRA FÁCIL: As pessoas não são comunicadas. Os fatos é que são comunicados às pessoas.
Algo sempre será comunicado a alguém.
No exemplo:  algo: o corte dos funcionários.
                       Alguém: ao departamento.
                       Comunicado: é a expressão utilizada na frase.
2-) “TODO O” adolescente daquela sala de aula participou da formatura.
    Não participou não!
 O correto é:  TODO ADOLESCENTE (sem o artigo O)
REGRA FÁCIL: Todo (sem o artigo definido O) significa qualquer, cada.
Ex.: Toda criança quer pipoca.
Todo (com o artigo definido O): significa inteiro.
EX.: Toda a escola foi homenageada. (a escola inteira).
“ Antes de mais nada”, quero ser feliz!
Será?!
Sobre a expressão: Antes de mais nada.
Geralmente empregada na abertura de discursos, a expressão “antes de mais nada” significa “em primeiro lugar”.
Alguns autores dizem tratar-se de uma expressão vazia, argumento totalmente rebatível por outros autores, uma vez que é compreendida por qualquer falante.
Antes de mais nada – pode ser empregada como sinônimo de “antes de tudo”, “em primeiro lugar”, “antes de qualquer coisa”.
Sem origem definida, essa locução adverbial é encontrada em textos antigos, como em “República”, obra de Rui Barbosa de 1902:  “Ora, antes de mais nada, se essa dissonância fosse inevitável, eu não a teria adotado”.
   “Comece um caso de amor consigo mesma e pare de se boicotar”.
Martha Medeiros.

1-) O departamento foi comunicado “do corte” dos funcionários.
     O departamento não foi comunicado!
    O correto é: O corte dos funcionários foi comunicado ao departamento.
     REGRA FÁCIL: As pessoas não são comunicadas. Os fatos é que são comunicados às pessoas.
Algo sempre será comunicado a alguém.
No exemplo:  algo: o corte dos funcionários.
                       Alguém: ao departamento.
                       Comunicado: é a expressão utilizada na frase.
2-) “TODO O” adolescente daquela sala de aula participou da formatura.
    Não participou não!
 O correto é:  TODO ADOLESCENTE (sem o artigo O)
REGRA FÁCIL: Todo (sem o artigo definido O) significa qualquer, cada.
Ex.: Toda criança quer pipoca.
Todo (com o artigo definido O): significa inteiro.
EX.: Toda a escola foi homenageada. (a escola inteira).
“ Antes de mais nada”, quero ser feliz!
Será?!
Sobre a expressão: Antes de mais nada.
Geralmente empregada na abertura de discursos, a expressão “antes de mais nada” significa “em primeiro lugar”.
Alguns autores dizem tratar-se de uma expressão vazia, argumento totalmente rebatível por outros autores, uma vez que é compreendida por qualquer falante.
Antes de mais nada – pode ser empregada como sinônimo de “antes de tudo”, “em primeiro lugar”, “antes de qualquer coisa”.
Sem origem definida, essa locução adverbial é encontrada em textos antigos, como em “República”, obra de Rui Barbosa de 1902:  “Ora, antes de mais nada, se essa dissonância fosse inevitável, eu não a teria adotado”.