Renata Sborgia

Professora de Português

Renata

Sborgia

Advogada, Prof. de Português, Consultora e Revisora, Mestra USP/RP, Especialista em Língua Portuguesa, Pós-Graduada pela FGV/RJ, com MBA em Direito e Gestão Educacional, autora de vários livros como a Gramática Português Sem Segredos (Ed. Madras), em co-a

renatacs@convex.com.br

“O conhecimento fala, mas a sabedoria escuta”

 
21/07/2017

1) Se Maria “dispor” de tempo...
Hum...Maria precisa de tempo para estudar o Português!
    O correto é: dispuser.
   Regra fácil: não se conjuga a forma regular dos verbos derivados de ter, vir e pôr.
2) Pedro fará um “mini-curso” de Português.
...e com urgência!
O correto é: minicurso - sem hífen
   Regra fácil: Segundo a Nova Ortografia, as palavras formadas pelo prefixo mini apresentam hífen nos seguintes casos: 
1) Diante de palavra iniciada por H
Ex.: mini-hotel
2) Quando a segunda palavra se inicia com a letra I - a mesma letra com que o prefixo mini termina
Ex.: mini-instrumento
Fora isso, as palavras formadas pelo prefixo mini não apresentam hífen.
Obs.: se a segunda palavra começar por r ou s, dobram-se essas letras.
Ex.: minissaia
3) Quantas letras passam a ter o nosso alfabeto?
Segunda a Nova Grafia, passa a ter 26 letras, com reinteração oficial do K, W e Y, que nunca deixaram de ser usados.
Curiosidade: As letras K, W e Y são consideradas consoantes ou vogais?
1) O Y é uma vogal, já que foi traduzido do alfabeto grego como i e mantém esse som nas palavras em que é usado, como em yoga. Quando aportuguesada, a palavra originalmente grafada com y passa a ser grafada com i - como em iene, moeda japonesa.
2) O K corresponde, em português, ao som do c ou QU - como vemos em Kuait, sendo considerado consoante.
3) Já o W deve ser empregado de acordo com sua pronúncia na língua original, isto é, ora com som de u, quando de origem inglesa (caso de web). Com isso, a letra W é considerada consoante ou vogal, conforme o uso.
1) Se Maria “dispor” de tempo...
Hum...Maria precisa de tempo para estudar o Português!
    O correto é: dispuser.
   Regra fácil: não se conjuga a forma regular dos verbos derivados de ter, vir e pôr.
2) Pedro fará um “mini-curso” de Português.
...e com urgência!
O correto é: minicurso - sem hífen
   Regra fácil: Segundo a Nova Ortografia, as palavras formadas pelo prefixo mini apresentam hífen nos seguintes casos: 
1) Diante de palavra iniciada por H
Ex.: mini-hotel
2) Quando a segunda palavra se inicia com a letra I - a mesma letra com que o prefixo mini termina
Ex.: mini-instrumento
Fora isso, as palavras formadas pelo prefixo mini não apresentam hífen.
Obs.: se a segunda palavra começar por r ou s, dobram-se essas letras.
Ex.: minissaia
3) Quantas letras passam a ter o nosso alfabeto?
Segunda a Nova Grafia, passa a ter 26 letras, com reinteração oficial do K, W e Y, que nunca deixaram de ser usados.
Curiosidade: As letras K, W e Y são consideradas consoantes ou vogais?
1) O Y é uma vogal, já que foi traduzido do alfabeto grego como i e mantém esse som nas palavras em que é usado, como em yoga. Quando aportuguesada, a palavra originalmente grafada com y passa a ser grafada com i - como em iene, moeda japonesa.
2) O K corresponde, em português, ao som do c ou QU - como vemos em Kuait, sendo considerado consoante.
3) Já o W deve ser empregado de acordo com sua pronúncia na língua original, isto é, ora com som de u, quando de origem inglesa (caso de web). Com isso, a letra W é considerada consoante ou vogal, conforme o uso.

(J.Hendrix)

Fonte: Revista Canavieiros ed.133 - Julho 2017

“O conhecimento fala, mas a sabedoria escuta”

21/07/2017

1) Se Maria “dispor” de tempo...
Hum...Maria precisa de tempo para estudar o Português!
    O correto é: dispuser.
   Regra fácil: não se conjuga a forma regular dos verbos derivados de ter, vir e pôr.
2) Pedro fará um “mini-curso” de Português.
...e com urgência!
O correto é: minicurso - sem hífen
   Regra fácil: Segundo a Nova Ortografia, as palavras formadas pelo prefixo mini apresentam hífen nos seguintes casos: 
1) Diante de palavra iniciada por H
Ex.: mini-hotel
2) Quando a segunda palavra se inicia com a letra I - a mesma letra com que o prefixo mini termina
Ex.: mini-instrumento
Fora isso, as palavras formadas pelo prefixo mini não apresentam hífen.
Obs.: se a segunda palavra começar por r ou s, dobram-se essas letras.
Ex.: minissaia
3) Quantas letras passam a ter o nosso alfabeto?
Segunda a Nova Grafia, passa a ter 26 letras, com reinteração oficial do K, W e Y, que nunca deixaram de ser usados.
Curiosidade: As letras K, W e Y são consideradas consoantes ou vogais?
1) O Y é uma vogal, já que foi traduzido do alfabeto grego como i e mantém esse som nas palavras em que é usado, como em yoga. Quando aportuguesada, a palavra originalmente grafada com y passa a ser grafada com i - como em iene, moeda japonesa.
2) O K corresponde, em português, ao som do c ou QU - como vemos em Kuait, sendo considerado consoante.
3) Já o W deve ser empregado de acordo com sua pronúncia na língua original, isto é, ora com som de u, quando de origem inglesa (caso de web). Com isso, a letra W é considerada consoante ou vogal, conforme o uso.
1) Se Maria “dispor” de tempo...
Hum...Maria precisa de tempo para estudar o Português!
    O correto é: dispuser.
   Regra fácil: não se conjuga a forma regular dos verbos derivados de ter, vir e pôr.
2) Pedro fará um “mini-curso” de Português.
...e com urgência!
O correto é: minicurso - sem hífen
   Regra fácil: Segundo a Nova Ortografia, as palavras formadas pelo prefixo mini apresentam hífen nos seguintes casos: 
1) Diante de palavra iniciada por H
Ex.: mini-hotel
2) Quando a segunda palavra se inicia com a letra I - a mesma letra com que o prefixo mini termina
Ex.: mini-instrumento
Fora isso, as palavras formadas pelo prefixo mini não apresentam hífen.
Obs.: se a segunda palavra começar por r ou s, dobram-se essas letras.
Ex.: minissaia
3) Quantas letras passam a ter o nosso alfabeto?
Segunda a Nova Grafia, passa a ter 26 letras, com reinteração oficial do K, W e Y, que nunca deixaram de ser usados.
Curiosidade: As letras K, W e Y são consideradas consoantes ou vogais?
1) O Y é uma vogal, já que foi traduzido do alfabeto grego como i e mantém esse som nas palavras em que é usado, como em yoga. Quando aportuguesada, a palavra originalmente grafada com y passa a ser grafada com i - como em iene, moeda japonesa.
2) O K corresponde, em português, ao som do c ou QU - como vemos em Kuait, sendo considerado consoante.
3) Já o W deve ser empregado de acordo com sua pronúncia na língua original, isto é, ora com som de u, quando de origem inglesa (caso de web). Com isso, a letra W é considerada consoante ou vogal, conforme o uso.

(J.Hendrix)

Fonte: Revista Canavieiros ed.133 - Julho 2017