Renata Sborgia

Professora de Português

Renata

Sborgia

Advogada, Prof. de Português, Consultora e Revisora, Mestra USP/RP, Especialista em Língua Portuguesa, Pós-Graduada pela FGV/RJ, com MBA em Direito e Gestão Educacional, autora de vários livros como a Gramática Português Sem Segredos (Ed. Madras), em co-a

renatacs@convex.com.br

PARA VOCÊ PENSAR:

 
06/10/2017

...sem pressa, meu amor. Os corações
já se pousaram...se encaixaram.
Livro: trechos Tecidos com Palavras...Sentimentos...Afins...Sem Fim... Madras Editora, Renata Carone
Sborgia
1) Foram jantar: sentaram “na mesa” reservada com os requintes de uma noite à luz de velas!
Com a expressão incorreta... noite sem requintes, prezado leitor.
O correto é: sentar à mesa.
Dica fácil: “sentar-me na mesa” é sentar literalmente em cima da mesa, sentar-se sobre, sentar-se em cima da mesa (e não na cadeira). “sentar-me à mesa” significa se sentar próximo à mesa (ou seja: na cadeira). Este verbo é pronominal, assim sendo, diga sempre “sentar-se” e não sentar.
É importante observar que “sentar-se à mesa” tem hífen, que se transforma
em “ao”. Ex.: se ao invés de “mesa” usarmos alguma palavra masculina
teremos: “sentar-se ao balcão”.
2) Ele a cada dia tem tarefas para fazer,
“mais” nunca se cansa do trabalho.
Precisa acrescentar na tarefa: estudar a diferença entre mais e mas.
MAS: indica oposição.
MAIS: indica quantidade.
Ex. correto: Ele a cada dia tem mais tarefas para fazer, mas nunca se cansa do seu trabalho.
3) Maria tem a casa “enfrente” a um cinema.
Maria enfrente a expressão correta!
O correto é: em frente.
Dica fácil: em frente = algo frontal
Enfrente = forma verbal do verbo enfrentar
Ex.: Enfrente seus medos!
PARA VOCÊ PENSAR:
....amigo é assim. Precisamos de um minuto de silêncio em vida. Precisamos do enterro em vida. Enterrar culpas, histórias mal redigidas, escolhas indevidas,
saudades que nos atormentam sem fundamentos...fantasmas que rodopiam
nosso pensamento... tudo precisa
de um minuto de silêncio e um ritual
para este cerimonial: enterro. Sem medo, amigo, de sair da tal zona de conforto (ou desconforto???) e mudar. Esta conversa entre mim e mim basta. Dói. Mas diga aí... quem quer se tornar melhor precisa rasgar-se, limpar-se, purificar-
se, enterrar tudo aquilo que nada contra a nossa maré. E depois desse ritual... a capacidade de reerguer-se é que me mostra como está a minha força interior. Estou em pé. Ereta e renascida. Amigo é assim.
...sem pressa, meu amor. Os corações
já se pousaram...se encaixaram.
Livro: trechos Tecidos com Palavras...Sentimentos...Afins...Sem Fim... Madras Editora, Renata Carone Sborgia

1) Foram jantar: sentaram “na mesa” reservada com os requintes de uma noite à luz de velas!
Com a expressão incorreta... noite sem requintes, prezado leitor.
O correto é: sentar à mesa.
Dica fácil: “sentar-me na mesa” é sentar literalmente em cima da mesa, sentar-se sobre, sentar-se em cima da mesa (e não na cadeira). “sentar-me à mesa” significa se sentar próximo à mesa (ou seja: na cadeira). Este verbo é pronominal, assim sendo, diga sempre “sentar-se” e não sentar.
É importante observar que “sentar-se à mesa” tem hífen, que se transforma
em “ao”. Ex.: se ao invés de “mesa” usarmos alguma palavra masculina
teremos: “sentar-se ao balcão”.
2) Ele a cada dia tem tarefas para fazer,
“mais” nunca se cansa do trabalho.
Precisa acrescentar na tarefa: estudar a diferença entre mais e mas.
MAS: indica oposição.
MAIS: indica quantidade.
Ex. correto: Ele a cada dia tem mais tarefas para fazer, mas nunca se cansa do seu trabalho.
3) Maria tem a casa “enfrente” a um cinema.
Maria enfrente a expressão correta!
O correto é: em frente.
Dica fácil: em frente = algo frontal
Enfrente = forma verbal do verbo enfrentar
Ex.: Enfrente seus medos!
PARA VOCÊ PENSAR:
....amigo é assim. Precisamos de um minuto de silêncio em vida. Precisamos do enterro em vida. Enterrar culpas, histórias mal redigidas, escolhas indevidas,
saudades que nos atormentam sem fundamentos...fantasmas que rodopiam
nosso pensamento... tudo precisa
de um minuto de silêncio e um ritual
para este cerimonial: enterro. Sem medo, amigo, de sair da tal zona de conforto (ou desconforto???) e mudar. Esta conversa entre mim e mim basta. Dói. Mas diga aí... quem quer se tornar melhor precisa rasgar-se, limpar-se, purificar-
se, enterrar tudo aquilo que nada contra a nossa maré. E depois desse ritual... a capacidade de reerguer-se é que me mostra como está a minha força interior. Estou em pé. Ereta e renascida. Amigo é assim.

Fonte: Revista Canavieiros edição 135 -Setembro 2017

PARA VOCÊ PENSAR:

06/10/2017

...sem pressa, meu amor. Os corações
já se pousaram...se encaixaram.
Livro: trechos Tecidos com Palavras...Sentimentos...Afins...Sem Fim... Madras Editora, Renata Carone
Sborgia
1) Foram jantar: sentaram “na mesa” reservada com os requintes de uma noite à luz de velas!
Com a expressão incorreta... noite sem requintes, prezado leitor.
O correto é: sentar à mesa.
Dica fácil: “sentar-me na mesa” é sentar literalmente em cima da mesa, sentar-se sobre, sentar-se em cima da mesa (e não na cadeira). “sentar-me à mesa” significa se sentar próximo à mesa (ou seja: na cadeira). Este verbo é pronominal, assim sendo, diga sempre “sentar-se” e não sentar.
É importante observar que “sentar-se à mesa” tem hífen, que se transforma
em “ao”. Ex.: se ao invés de “mesa” usarmos alguma palavra masculina
teremos: “sentar-se ao balcão”.
2) Ele a cada dia tem tarefas para fazer,
“mais” nunca se cansa do trabalho.
Precisa acrescentar na tarefa: estudar a diferença entre mais e mas.
MAS: indica oposição.
MAIS: indica quantidade.
Ex. correto: Ele a cada dia tem mais tarefas para fazer, mas nunca se cansa do seu trabalho.
3) Maria tem a casa “enfrente” a um cinema.
Maria enfrente a expressão correta!
O correto é: em frente.
Dica fácil: em frente = algo frontal
Enfrente = forma verbal do verbo enfrentar
Ex.: Enfrente seus medos!
PARA VOCÊ PENSAR:
....amigo é assim. Precisamos de um minuto de silêncio em vida. Precisamos do enterro em vida. Enterrar culpas, histórias mal redigidas, escolhas indevidas,
saudades que nos atormentam sem fundamentos...fantasmas que rodopiam
nosso pensamento... tudo precisa
de um minuto de silêncio e um ritual
para este cerimonial: enterro. Sem medo, amigo, de sair da tal zona de conforto (ou desconforto???) e mudar. Esta conversa entre mim e mim basta. Dói. Mas diga aí... quem quer se tornar melhor precisa rasgar-se, limpar-se, purificar-
se, enterrar tudo aquilo que nada contra a nossa maré. E depois desse ritual... a capacidade de reerguer-se é que me mostra como está a minha força interior. Estou em pé. Ereta e renascida. Amigo é assim.
...sem pressa, meu amor. Os corações
já se pousaram...se encaixaram.
Livro: trechos Tecidos com Palavras...Sentimentos...Afins...Sem Fim... Madras Editora, Renata Carone Sborgia

1) Foram jantar: sentaram “na mesa” reservada com os requintes de uma noite à luz de velas!
Com a expressão incorreta... noite sem requintes, prezado leitor.
O correto é: sentar à mesa.
Dica fácil: “sentar-me na mesa” é sentar literalmente em cima da mesa, sentar-se sobre, sentar-se em cima da mesa (e não na cadeira). “sentar-me à mesa” significa se sentar próximo à mesa (ou seja: na cadeira). Este verbo é pronominal, assim sendo, diga sempre “sentar-se” e não sentar.
É importante observar que “sentar-se à mesa” tem hífen, que se transforma
em “ao”. Ex.: se ao invés de “mesa” usarmos alguma palavra masculina
teremos: “sentar-se ao balcão”.
2) Ele a cada dia tem tarefas para fazer,
“mais” nunca se cansa do trabalho.
Precisa acrescentar na tarefa: estudar a diferença entre mais e mas.
MAS: indica oposição.
MAIS: indica quantidade.
Ex. correto: Ele a cada dia tem mais tarefas para fazer, mas nunca se cansa do seu trabalho.
3) Maria tem a casa “enfrente” a um cinema.
Maria enfrente a expressão correta!
O correto é: em frente.
Dica fácil: em frente = algo frontal
Enfrente = forma verbal do verbo enfrentar
Ex.: Enfrente seus medos!
PARA VOCÊ PENSAR:
....amigo é assim. Precisamos de um minuto de silêncio em vida. Precisamos do enterro em vida. Enterrar culpas, histórias mal redigidas, escolhas indevidas,
saudades que nos atormentam sem fundamentos...fantasmas que rodopiam
nosso pensamento... tudo precisa
de um minuto de silêncio e um ritual
para este cerimonial: enterro. Sem medo, amigo, de sair da tal zona de conforto (ou desconforto???) e mudar. Esta conversa entre mim e mim basta. Dói. Mas diga aí... quem quer se tornar melhor precisa rasgar-se, limpar-se, purificar-
se, enterrar tudo aquilo que nada contra a nossa maré. E depois desse ritual... a capacidade de reerguer-se é que me mostra como está a minha força interior. Estou em pé. Ereta e renascida. Amigo é assim.