http://www.premiomulheresdoagro.com.br/
http://www.ideaonline.com.br/conteudo/12-grande-encontro-sobre-variedades-de-cana-de-acucar.html
http://www.rgis.com.br
http://https://www.fmcagricola.com.br/index.aspx
http://site.orplana.com.br/pages/caminhos-da-cana-2017/

Açúcar: preços disparam na bolsa de Nova York e Londres com queda do dólar

Voltar

Açúcar

11/06/2018
  Compartilhe:

Os preços do açúcar fecharam em alta no mercado internacional na última sexta-feira (8). Na bolsa de Nova York, a commodity foi comercializada a 12.25 centavos de dólar por libra-peso, no vencimento julho/18, valorização de 52 pontos. Na tela outubro/18, a alta foi de 50 pontos, com negócios em 12.52 centavos de dólar por libra-peso. Os demais contratos subiram entre 26 e 40 pontos.
 
Na última sexta-feira, o dólar caiu mais de 5% o que interfere nas margens das usinas brasileiras na exportação de açúcar e consequentemente, na oferta do país no mercado internacional, conforme explicaram os analistas do Valor Econômico.
 
Segundo o economista da Archer Consulting, Arnaldo Luiz Côrrea, o momento pelo qual o Brasil passa não é bom. "O Brasil irá conviver por um bom tempo, a partir de agora, com o nervosismo observado na semana devido ao descrédito da política nacional, renovadas ameaças de greve, incerteza acerca do quadro sucessório presidencial, turbulência no mercado financeiro e desconfiança por parte dos investidores".
 
No lote agosto/18, da bolsa de Londres, os preços do açúcar subiram 10,90 dólares, com negócios firmados em US$ 346,50 a tonelada. Na tela outubro/18, a commodity foi cotada a US$ 343,70 a tonelada, valorização de 10,40 dólares. Os demais vencimentos tiveram alta entre 5,90 e 9,70 dólares.
 
Mercado interno
 
No Brasil, os preços do açúcar subiram 0,77% na última sexta-feira, em comparação aos preços praticados na véspera. Segundo o indicador do Cepea/Esalq, da USP, a saca de 50 quilos do tipo cristal foi vendida a R$ 57,48.
 

Açúcar: preços disparam na bolsa de Nova York e Londres com queda do dólar

11/06/2018

Os preços do açúcar fecharam em alta no mercado internacional na última sexta-feira (8). Na bolsa de Nova York, a commodity foi comercializada a 12.25 centavos de dólar por libra-peso, no vencimento julho/18, valorização de 52 pontos. Na tela outubro/18, a alta foi de 50 pontos, com negócios em 12.52 centavos de dólar por libra-peso. Os demais contratos subiram entre 26 e 40 pontos.
 
Na última sexta-feira, o dólar caiu mais de 5% o que interfere nas margens das usinas brasileiras na exportação de açúcar e consequentemente, na oferta do país no mercado internacional, conforme explicaram os analistas do Valor Econômico.
 
Segundo o economista da Archer Consulting, Arnaldo Luiz Côrrea, o momento pelo qual o Brasil passa não é bom. "O Brasil irá conviver por um bom tempo, a partir de agora, com o nervosismo observado na semana devido ao descrédito da política nacional, renovadas ameaças de greve, incerteza acerca do quadro sucessório presidencial, turbulência no mercado financeiro e desconfiança por parte dos investidores".
 
No lote agosto/18, da bolsa de Londres, os preços do açúcar subiram 10,90 dólares, com negócios firmados em US$ 346,50 a tonelada. Na tela outubro/18, a commodity foi cotada a US$ 343,70 a tonelada, valorização de 10,40 dólares. Os demais vencimentos tiveram alta entre 5,90 e 9,70 dólares.
 
Mercado interno
 
No Brasil, os preços do açúcar subiram 0,77% na última sexta-feira, em comparação aos preços praticados na véspera. Segundo o indicador do Cepea/Esalq, da USP, a saca de 50 quilos do tipo cristal foi vendida a R$ 57,48.