http://www.ideaonline.com.br/evento-sobre/13-insectshow
http://www.agro.bayer.com.br/produtos/ethrel#xtor=AD-130009[Ethrel]-[grafico]-[EthrelGrafico]-[761x73]-[RevisCanavieiros]-[]-[]
http://www.fenasucro.com.br/Credenciamento/?utm_source=mediapartner&utm_campaign=credenciamento&utm_medium=banner&utm_content=Canavieiros&preload%5B13935947%5D=mediapartner
http://www.alertas.bayer.com.br
http://www.simposiocana.com/
http://www.mulheresdoagro.com.br
http://ethanolsummit.com.br/inscricoes/
http://www.infobibos.com/agroenergia
http://congressoandav.com.br/
http://www.fmcagricola.com.br
http://agronegocioscopercana.com.br/

Brasil deve produzir 52,1 milhões de sacas de café, diz USDA

Voltar

Agronegócio

19/06/2017

As lavouras vêm apresentando bom desenvolvimento e os produtores melhoraram os cuidados com a plantação. Com base nessa avaliação, o Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) estimou, nesta sexta-feira (16/6), a safra de café arábica do Brasil 2017/2018 em 40,5 milhões.
“Além disso, as chuvas têm sido adequadas e dado suporte ao desenvolvimento dos frutos. Contudo, é esperada uma queda no potencial de produção comparado com a colheita anterior, já que a maior parte das árvores estão no período de baixo do ciclo bianual de produção”, diz o USDA.
As projeções estão em um relatório tratando da oferta e demanda global de café. A redução no volume a ser colhido de arábica no Brasil é de 5,1 milhões de sacas em relação ao ciclo 2016/2017.
Sem os efeitos da bienalidade dos cafezais, a produção de robusta (conilon) do Brasil deve ter uma recuperação, de acordo com os técnicos do governo norte-americano. A colheita deste ano deve chegar a 11,6 milhões de sacas.
As lavouras vêm apresentando bom desenvolvimento e os produtores melhoraram os cuidados com a plantação. Com base nessa avaliação, o Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) estimou, nesta sexta-feira (16/6), a safra de café arábica do Brasil 2017/2018 em 40,5 milhões.
“Além disso, as chuvas têm sido adequadas e dado suporte ao desenvolvimento dos frutos. Contudo, é esperada uma queda no potencial de produção comparado com a colheita anterior, já que a maior parte das árvores estão no período de baixo do ciclo bianual de produção”, diz o USDA.
As projeções estão em um relatório tratando da oferta e demanda global de café. A redução no volume a ser colhido de arábica no Brasil é de 5,1 milhões de sacas em relação ao ciclo 2016/2017.
Sem os efeitos da bienalidade dos cafezais, a produção de robusta (conilon) do Brasil deve ter uma recuperação, de acordo com os técnicos do governo norte-americano. A colheita deste ano deve chegar a 11,6 milhões de sacas.

Fonte: Revista Globo Rural

Brasil deve produzir 52,1 milhões de sacas de café, diz USDA

19/06/2017

As lavouras vêm apresentando bom desenvolvimento e os produtores melhoraram os cuidados com a plantação. Com base nessa avaliação, o Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) estimou, nesta sexta-feira (16/6), a safra de café arábica do Brasil 2017/2018 em 40,5 milhões.
“Além disso, as chuvas têm sido adequadas e dado suporte ao desenvolvimento dos frutos. Contudo, é esperada uma queda no potencial de produção comparado com a colheita anterior, já que a maior parte das árvores estão no período de baixo do ciclo bianual de produção”, diz o USDA.
As projeções estão em um relatório tratando da oferta e demanda global de café. A redução no volume a ser colhido de arábica no Brasil é de 5,1 milhões de sacas em relação ao ciclo 2016/2017.
Sem os efeitos da bienalidade dos cafezais, a produção de robusta (conilon) do Brasil deve ter uma recuperação, de acordo com os técnicos do governo norte-americano. A colheita deste ano deve chegar a 11,6 milhões de sacas.
As lavouras vêm apresentando bom desenvolvimento e os produtores melhoraram os cuidados com a plantação. Com base nessa avaliação, o Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) estimou, nesta sexta-feira (16/6), a safra de café arábica do Brasil 2017/2018 em 40,5 milhões.
“Além disso, as chuvas têm sido adequadas e dado suporte ao desenvolvimento dos frutos. Contudo, é esperada uma queda no potencial de produção comparado com a colheita anterior, já que a maior parte das árvores estão no período de baixo do ciclo bianual de produção”, diz o USDA.
As projeções estão em um relatório tratando da oferta e demanda global de café. A redução no volume a ser colhido de arábica no Brasil é de 5,1 milhões de sacas em relação ao ciclo 2016/2017.
Sem os efeitos da bienalidade dos cafezais, a produção de robusta (conilon) do Brasil deve ter uma recuperação, de acordo com os técnicos do governo norte-americano. A colheita deste ano deve chegar a 11,6 milhões de sacas.