http://site.orplana.com.br/pages/caminhos-da-cana-2017/
http://www.fmcagricola.com.br/index.aspx
http://www.rossam.com.br/index.html

Chuva intensa pode impactar desenvolvimento das lavouras

Voltar

Meio Ambiente

27/08/2018
  Compartilhe:

A passagem de uma frente fria pela Região Sul deixa o tempo bastante instável e com previsão de chuva intensa associada à fortes rajadas de vento, que podem ultrapassar os 65 km/h nesta sexta-feira (24). A chuva intensa no Rio Grande do Sul e em partes de Santa Catarina podem trazer prejuízos, tanto no meio rural quanto urbano. Pode até mesmo ter registros de tornados e chuva de granizo. 

Esse sistema irá avançar também sobre os estados do Paraná e São Paulo ao longo desta sexta-feira. Já nas demais regiões do país é previsto chuva entre o sábado (25) e domingo (26). Somente no norte de Minas Gerais, norte de Goiás, Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia, irão manter o tempo seco e sem previsão de chuva nos próximos dias.

A chuva no Sul, por ser de alta intensidade pode impactar o desenvolvimento das lavouras de inverno, como trigo, e inviabilizar todos os trabalhos de campo, como preparo do solo e plantio. Já no Sudeste e Centro-Oeste, a ocorrência de pancadas de chuva ao longo dos próximos três dias irá elevar os níveis de umidade do solo, garantindo melhores condições ao desenvolvimento das lavouras de cana-de-açúcar e café. Por outro lado, irão inviabilizar os trabalhos de colheita serão inviabilizados de ambas as culturas e também do milho safrinha e algodão. No caso do algodão, a chuva, que é a terceira do mês, prejudica ainda mais a qualidade da pluma, bem como a produtividade.

Após a passagem dessa frente fria, o tempo volta a abrir em todo o centro-norte do Brasil. A previsão para o retorno é somente para o final no mês de setembro, já que os corredores de umidade, ao longo desse período, irão estar voltados ao sul do Brasil, em que há previsão de chuva regular e em bons volumes. A realização do preparo do solo e o plantio das novas culturas de verão serão afetadas.

Geada no Sul
Uma massa de ar polar irá avançar entre o sábado (25) e o domingo (26) sobre o Rio Grande do Sul e Santa Catarina, em que irá provocar declínio acentuado das temperaturas, com risco para formações de geadas em grande parte desses estados. Nas demais regiões do centro-sul não há riscos para geadas, apenas uma ligeira queda nas temperaturas mínimas, sem danos às lavouras. 
 

Fonte: Agrolink

Chuva intensa pode impactar desenvolvimento das lavouras

27/08/2018

A passagem de uma frente fria pela Região Sul deixa o tempo bastante instável e com previsão de chuva intensa associada à fortes rajadas de vento, que podem ultrapassar os 65 km/h nesta sexta-feira (24). A chuva intensa no Rio Grande do Sul e em partes de Santa Catarina podem trazer prejuízos, tanto no meio rural quanto urbano. Pode até mesmo ter registros de tornados e chuva de granizo. 

Esse sistema irá avançar também sobre os estados do Paraná e São Paulo ao longo desta sexta-feira. Já nas demais regiões do país é previsto chuva entre o sábado (25) e domingo (26). Somente no norte de Minas Gerais, norte de Goiás, Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia, irão manter o tempo seco e sem previsão de chuva nos próximos dias.

A chuva no Sul, por ser de alta intensidade pode impactar o desenvolvimento das lavouras de inverno, como trigo, e inviabilizar todos os trabalhos de campo, como preparo do solo e plantio. Já no Sudeste e Centro-Oeste, a ocorrência de pancadas de chuva ao longo dos próximos três dias irá elevar os níveis de umidade do solo, garantindo melhores condições ao desenvolvimento das lavouras de cana-de-açúcar e café. Por outro lado, irão inviabilizar os trabalhos de colheita serão inviabilizados de ambas as culturas e também do milho safrinha e algodão. No caso do algodão, a chuva, que é a terceira do mês, prejudica ainda mais a qualidade da pluma, bem como a produtividade.

Após a passagem dessa frente fria, o tempo volta a abrir em todo o centro-norte do Brasil. A previsão para o retorno é somente para o final no mês de setembro, já que os corredores de umidade, ao longo desse período, irão estar voltados ao sul do Brasil, em que há previsão de chuva regular e em bons volumes. A realização do preparo do solo e o plantio das novas culturas de verão serão afetadas.

Geada no Sul
Uma massa de ar polar irá avançar entre o sábado (25) e o domingo (26) sobre o Rio Grande do Sul e Santa Catarina, em que irá provocar declínio acentuado das temperaturas, com risco para formações de geadas em grande parte desses estados. Nas demais regiões do centro-sul não há riscos para geadas, apenas uma ligeira queda nas temperaturas mínimas, sem danos às lavouras.