http://bit.ly/2ktdMMm
http://https://www.fmcagricola.com.br/index.aspx
http://www.fenasucro.com.br/Expor/Quero-Expor/Beneficios/?utm_source=mediapartner&utm_campaign=vendas&utm_medium=banner&utm_content=canavieiros_vendas&utm_term=761x73_201803271729&preload[13935947]=mediapartner
http://www.ideaonline.com.br/conteudo/14-seminario-sobre-controle-de-pragas-da-cana.html
http://site.orplana.com.br/pages/caminhos-da-cana-2017/
http://www.globalagribusinessforum.com/pt-br/

Colheita de milho avança de forma lenta no MT

Voltar

Geral

08/06/2018

Mato Grosso iniciou a colheita da safra de milho 2017/18. No entanto, o avanço nos trabalhos ocorreu de forma lenta, com apenas 0,78% do total da área estimada. Os dados são do Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea). Segundo o instituto, grande parte das máquinas ficaram paradas devido a falta de diesel provocada pela greve dos caminhoneiros.
 
Com esse cenário, apenas duas regiões no Estado iniciaram os trabalhos de colheita: sudeste e médio-norte, apresentando 1,29%, 1,22% e 0,17%, respectivamente, da área estimada, enquanto que o avanço médio da colheita no Estado já exibe um atraso de 2,12 p.p. em relação ao mesmo período do ano passado.
 
De acordo com a expectativa do Imea, a expectativa é de que os trabalhos com a colheita passem a ser mais intensificados a partir da segunda quinzena do mês de junho.
 
*Texto extraído do portal Universoagro

Fonte: Datagro

Colheita de milho avança de forma lenta no MT

08/06/2018

Mato Grosso iniciou a colheita da safra de milho 2017/18. No entanto, o avanço nos trabalhos ocorreu de forma lenta, com apenas 0,78% do total da área estimada. Os dados são do Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea). Segundo o instituto, grande parte das máquinas ficaram paradas devido a falta de diesel provocada pela greve dos caminhoneiros.
 
Com esse cenário, apenas duas regiões no Estado iniciaram os trabalhos de colheita: sudeste e médio-norte, apresentando 1,29%, 1,22% e 0,17%, respectivamente, da área estimada, enquanto que o avanço médio da colheita no Estado já exibe um atraso de 2,12 p.p. em relação ao mesmo período do ano passado.
 
De acordo com a expectativa do Imea, a expectativa é de que os trabalhos com a colheita passem a ser mais intensificados a partir da segunda quinzena do mês de junho.
 
*Texto extraído do portal Universoagro