http://www.fmcagricola.com.br/index.aspx
http://www.rossam.com.br/index.html
http://site.orplana.com.br/pages/caminhos-da-cana-2017/

Contratos futuros do açúcar fecham mistos nas bolsas internacionais

Voltar

Açúcar

03/12/2018
  Compartilhe:

Na sexta-feira (30), em Nova York, os contratos futuros do açúcar caíram nos vencimentos mais negociados. Na tela março/19 os papéis foram firmados em 12.84 centavos de dólar por libra-peso, queda de 3 pontos. Para maio/19 os contratos fecharam em 12.95 centavos de dólar por libra-peso, recuo de 2 pontos. Com exceção do vencimento para julho/19, que ficou estável, os demais valorizaram entre 3 e 4 pontos.
 
Em Londres, todos os contratos futuros valorizaram. Os papéis para março/19 foram firmados em US$ 348,20 a tonelada, alta de 1,50 dólar. Na tela maio/19 os contratos fecharam em US$ 352,10 a tonelada, valorização de 1,40 dólar. Os demais contratos subiram entre 80 cents e 1,30 dólar.
 
"O mês de novembro se encerra revelando uma dolorosa desvalorização das commodities no segmento de energia. Petróleo WTI despencou 22.5%, o Brent derreteu 21%, a gasolina 20.5% e o óleo de aquecimento 19%. No caso da gasolina, a queda vai afetar o preço de importação da Petrobras e consequentemente piorar a arbitragem do etanol com o açúcar, colocando em dúvida o mix de produção para o próximo ano", analisa Arnaldo Luiz Corrêa, diretor da Archer Consulting.
 
São Paulo
 
Na sexta-feira (30), o indicador Cepea/Esalq para o açúcar cristal, estado de São Paulo, fechou em R$ 68,53/saca de 50 kg, desvalorização diária de 0,55%. No mês de novembro, o adoçante acumulou alta de 4,01%.

Fonte: UDOP

Contratos futuros do açúcar fecham mistos nas bolsas internacionais

03/12/2018

Na sexta-feira (30), em Nova York, os contratos futuros do açúcar caíram nos vencimentos mais negociados. Na tela março/19 os papéis foram firmados em 12.84 centavos de dólar por libra-peso, queda de 3 pontos. Para maio/19 os contratos fecharam em 12.95 centavos de dólar por libra-peso, recuo de 2 pontos. Com exceção do vencimento para julho/19, que ficou estável, os demais valorizaram entre 3 e 4 pontos.
 
Em Londres, todos os contratos futuros valorizaram. Os papéis para março/19 foram firmados em US$ 348,20 a tonelada, alta de 1,50 dólar. Na tela maio/19 os contratos fecharam em US$ 352,10 a tonelada, valorização de 1,40 dólar. Os demais contratos subiram entre 80 cents e 1,30 dólar.
 
"O mês de novembro se encerra revelando uma dolorosa desvalorização das commodities no segmento de energia. Petróleo WTI despencou 22.5%, o Brent derreteu 21%, a gasolina 20.5% e o óleo de aquecimento 19%. No caso da gasolina, a queda vai afetar o preço de importação da Petrobras e consequentemente piorar a arbitragem do etanol com o açúcar, colocando em dúvida o mix de produção para o próximo ano", analisa Arnaldo Luiz Corrêa, diretor da Archer Consulting.
 
São Paulo
 
Na sexta-feira (30), o indicador Cepea/Esalq para o açúcar cristal, estado de São Paulo, fechou em R$ 68,53/saca de 50 kg, desvalorização diária de 0,55%. No mês de novembro, o adoçante acumulou alta de 4,01%.