http://site.orplana.com.br/pages/caminhos-da-cana-2017/
http://www.rgis.com.br
http://www.premiomulheresdoagro.com.br/
http://https://www.fmcagricola.com.br/index.aspx
http://www.ideaonline.com.br/conteudo/12-grande-encontro-sobre-variedades-de-cana-de-acucar.html

Datagro reduz previsões de produção de açúcar e de moagem de cana do centro-sul

Voltar

Cana-de-Açúcar

25/07/2018
  Compartilhe:

 
A produção de açúcar no centro-sul do Brasil na safra 2018/19, iniciada em abril, deve cair para 28,2 milhões de toneladas, diante da menor oferta de matéria-prima e do mix mais alcooleiro, disse nesta terça-feira o presidente da Datagro, Plinio Nastari.
 
Anteriormente, a consultoria previa fabricação de 29,05 milhões de toneladas do adoçante na principal região produtora do maior player global do setor sucroenergético.
 
Na safra passada, a produção foi de cerca de 36 milhões de toneladas.
 
Em paralelo, a Datagro estima agora moagem de 557 miilhões de toneladas de cana no centro-sul, contra 562 milhões anteriormente e quase 600 milhões em 2017/18.
 
Conforme Nastari, a estiagem dos últimos meses têm impactado tanto a safra atual quanto a próxima.
 
"O desenvolvimento das soqueiras está atrasado. Não está perdido, tem um El Niño que pode trazer chuvas. Pode haver recuperação nos canaviais", disse no intervalo do Global Agribusiness Forum (GAF), em São Paulo.
 
Recentemente, especialistas já haviam alertado sobre os riscos da seca para o ciclo 2019/20.
 
Quanto ao etanol, a Datagro espera agora uma produção de 28,75 bilhões de litros no centro-sul, "entre 200 milhões e 300 milhões de litros" acima da estimativa anterior. A quantidade considera 800 milhões de litros de tanol de milho.
 
O biocombustível vem se mostrando mais atrativo para o setor sucroenergético desde meados do ano passado, na esteira de mudanças tributárias no país, de uma política de formação de preços de combustíveis da Petrobras e queda das cotações internacionais do açúcar.
 
Levando-se em conta o Norte-Nordeste, a produção total de etanol no Brasil em 2018/19 deve alcançar 30,75 bilhões de litros, acrescentou Nastari.
 
*Por: José Roberto Gomes; Edição de Roberto Samora

Fonte: Reuters

Datagro reduz previsões de produção de açúcar e de moagem de cana do centro-sul

25/07/2018

 
A produção de açúcar no centro-sul do Brasil na safra 2018/19, iniciada em abril, deve cair para 28,2 milhões de toneladas, diante da menor oferta de matéria-prima e do mix mais alcooleiro, disse nesta terça-feira o presidente da Datagro, Plinio Nastari.
 
Anteriormente, a consultoria previa fabricação de 29,05 milhões de toneladas do adoçante na principal região produtora do maior player global do setor sucroenergético.
 
Na safra passada, a produção foi de cerca de 36 milhões de toneladas.
 
Em paralelo, a Datagro estima agora moagem de 557 miilhões de toneladas de cana no centro-sul, contra 562 milhões anteriormente e quase 600 milhões em 2017/18.
 
Conforme Nastari, a estiagem dos últimos meses têm impactado tanto a safra atual quanto a próxima.
 
"O desenvolvimento das soqueiras está atrasado. Não está perdido, tem um El Niño que pode trazer chuvas. Pode haver recuperação nos canaviais", disse no intervalo do Global Agribusiness Forum (GAF), em São Paulo.
 
Recentemente, especialistas já haviam alertado sobre os riscos da seca para o ciclo 2019/20.
 
Quanto ao etanol, a Datagro espera agora uma produção de 28,75 bilhões de litros no centro-sul, "entre 200 milhões e 300 milhões de litros" acima da estimativa anterior. A quantidade considera 800 milhões de litros de tanol de milho.
 
O biocombustível vem se mostrando mais atrativo para o setor sucroenergético desde meados do ano passado, na esteira de mudanças tributárias no país, de uma política de formação de preços de combustíveis da Petrobras e queda das cotações internacionais do açúcar.
 
Levando-se em conta o Norte-Nordeste, a produção total de etanol no Brasil em 2018/19 deve alcançar 30,75 bilhões de litros, acrescentou Nastari.
 
*Por: José Roberto Gomes; Edição de Roberto Samora