http://https://www.fmcagricola.com.br/index.aspx
http://site.orplana.com.br/pages/caminhos-da-cana-2017/
http://www.fenasucro.com.br/Expor/Quero-Expor/Beneficios/?utm_source=mediapartner&utm_campaign=vendas&utm_medium=banner&utm_content=canavieiros_vendas&utm_term=761x73_201803271729&preload[13935947]=mediapartner
http://www.globalagribusinessforum.com/pt-br/

Em Nova York, UNICA participa de evento da Global Sugar Alliance

Voltar

Geral

15/05/2018

Entre os dias 8 e 10 de maio, Nova York foi a capital do açúcar. A cidade sediou importantes eventos relacionados ao setor sucroenergético, como a Conferência Santander Iso Datagro, além de reuniões estratégicas relativas ao mercado de açúcar.

Na terça-feira (8/5), aconteceu o encontro da Global Sugar Alliance (GSA), que reuniu representantes do setor privado de cinco países: Brasil, Austrália, Canadá, Tailândia e Guatemala, e autoridades governamentais do próprio Brasil e da Austrália.

Do lado brasileiro, além de Eduardo Leão de Sousa e Letícia Phillips, respectivamente diretor Executivo e representante para a América do Norte da União da Indústria de Cana-de-Açúcar (UNICA), estavam presentes representantes de diversas associadas da UNICA, bem como André Rocha, do SIFAEG e Fórum Nacional Sucroenergético, e Mario Campos, do SIAMIG.

A participação da UNICA neste encontro foi mais uma iniciativa da parceria que a entidade mantém com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) para promover os produtos sucroenergéticos nacionais (açúcar, bioplástico e etanol) no mercado internacional.

Durante a reunião, foram debatidas as atuais práticas comerciais de subsídios domésticos e à exportação praticados pela Índia e Paquistão, e os seus impactos sobre o mercado do açúcar que, somente neste ano, já teve seu preço internacional reduzido em mais de 20%. Além disso, foram discutidas também as atuais práticas europeias e as distorções que têm causado principalmente ao prêmio do açúcar branco.

Ao final, ficou definido que os países iriam aprofundar as análises sobre essas políticas para uma nova rodada de discussões até meados de julho. Nesse meio, tempo, os setores privados desses países se comprometeram também a engajar os seus respectivos governos nesse diálogo e incentivá-los a questionar essas práticas na próxima reunião do Comitê de Agricultura que deverá ocorrer nos dias 11 e 12 de junho. Constatando-se a violação das regras da OMC, espera-se atitudes ainda mais drásticas por parte dos governos, até mesmo sob a forma de pedido de abertura de painel na OMC.

Fonte: UNICA

Em Nova York, UNICA participa de evento da Global Sugar Alliance

15/05/2018

Entre os dias 8 e 10 de maio, Nova York foi a capital do açúcar. A cidade sediou importantes eventos relacionados ao setor sucroenergético, como a Conferência Santander Iso Datagro, além de reuniões estratégicas relativas ao mercado de açúcar.

Na terça-feira (8/5), aconteceu o encontro da Global Sugar Alliance (GSA), que reuniu representantes do setor privado de cinco países: Brasil, Austrália, Canadá, Tailândia e Guatemala, e autoridades governamentais do próprio Brasil e da Austrália.

Do lado brasileiro, além de Eduardo Leão de Sousa e Letícia Phillips, respectivamente diretor Executivo e representante para a América do Norte da União da Indústria de Cana-de-Açúcar (UNICA), estavam presentes representantes de diversas associadas da UNICA, bem como André Rocha, do SIFAEG e Fórum Nacional Sucroenergético, e Mario Campos, do SIAMIG.

A participação da UNICA neste encontro foi mais uma iniciativa da parceria que a entidade mantém com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) para promover os produtos sucroenergéticos nacionais (açúcar, bioplástico e etanol) no mercado internacional.

Durante a reunião, foram debatidas as atuais práticas comerciais de subsídios domésticos e à exportação praticados pela Índia e Paquistão, e os seus impactos sobre o mercado do açúcar que, somente neste ano, já teve seu preço internacional reduzido em mais de 20%. Além disso, foram discutidas também as atuais práticas europeias e as distorções que têm causado principalmente ao prêmio do açúcar branco.

Ao final, ficou definido que os países iriam aprofundar as análises sobre essas políticas para uma nova rodada de discussões até meados de julho. Nesse meio, tempo, os setores privados desses países se comprometeram também a engajar os seus respectivos governos nesse diálogo e incentivá-los a questionar essas práticas na próxima reunião do Comitê de Agricultura que deverá ocorrer nos dias 11 e 12 de junho. Constatando-se a violação das regras da OMC, espera-se atitudes ainda mais drásticas por parte dos governos, até mesmo sob a forma de pedido de abertura de painel na OMC.