http:// http://bit.ly/2C9S3Bp
http://www.fmcagricola.com.br/index.aspx
http://www.ideaonline.com.br/conteudo/21-seminario-de-mecanizacao-e-producao-de-cana-de-acucar.html
http://crisrodas.com.br/encontro
http://www.rossam.com.br/index.html
http://site.orplana.com.br/pages/caminhos-da-cana-2017/

Faturamento com exportações do agro é recorde para 2018

Voltar

Agronegócio

11/02/2019
  Compartilhe:

As exportações do agronegócio brasileiro atingiram patamares recordes tanto em volume quanto em receita em 2018. Segundo dados do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), o faturamento em dólar cresceu 6%, assim como as receitas calculadas em reais (+12%). Em volume, a alta nas exportações chegou a 4,7%.
Segundo o Cepea, a colheita brasileira de grãos, a segunda maior da história, favoreceu o crescimento do volume exportado, enquanto a inflação doméstica se manteve controlada e o Real se desvalorizou.
Em relação aos produtos embarcados, o destaque vai para a soja, com aumento de 23%. As vendas externas das três principais carnes (bovina, suína e de frango) cresceram na comparação de dezembro de 2017 com dezembro de 2018; porém, no acumulado do ano apenas a carne bovina conseguiu sustentar esse aumento, que foi de 12%. O setor florestal, por sua vez, também teve um bom ano, com crescimento de 9% em 2018 frente a 2017.
Os preços médios em dólares recebidos pelos exportadores do setor agropecuário se mantiveram praticamente estáveis em 2018. A média anual recuou 0,6% na comparação com 2017. Durante todo o ano de 2018, o IPE-Agro/Cepea oscilou, mas, no acumulado do período, se manteve bem próximo da média de 2017. Esse comportamento deve-se à confirmação da boa oferta mundial e, principalmente, da brasileira.
Como os preços externos se mantiveram estáveis em 2018, a desvalorização do Real na média do ano puxou a atratividade dos produtos do agronegócio. Assim, o Índice de Atratividade do Agronegócio (IAT-Agro/Cepea) acumulou altas de 7,3% em 12 meses e de 4,7% em dezembro/18 na comparação com dezembro/17.

Fonte: Datagro

Faturamento com exportações do agro é recorde para 2018

11/02/2019

As exportações do agronegócio brasileiro atingiram patamares recordes tanto em volume quanto em receita em 2018. Segundo dados do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), o faturamento em dólar cresceu 6%, assim como as receitas calculadas em reais (+12%). Em volume, a alta nas exportações chegou a 4,7%.
Segundo o Cepea, a colheita brasileira de grãos, a segunda maior da história, favoreceu o crescimento do volume exportado, enquanto a inflação doméstica se manteve controlada e o Real se desvalorizou.
Em relação aos produtos embarcados, o destaque vai para a soja, com aumento de 23%. As vendas externas das três principais carnes (bovina, suína e de frango) cresceram na comparação de dezembro de 2017 com dezembro de 2018; porém, no acumulado do ano apenas a carne bovina conseguiu sustentar esse aumento, que foi de 12%. O setor florestal, por sua vez, também teve um bom ano, com crescimento de 9% em 2018 frente a 2017.
Os preços médios em dólares recebidos pelos exportadores do setor agropecuário se mantiveram praticamente estáveis em 2018. A média anual recuou 0,6% na comparação com 2017. Durante todo o ano de 2018, o IPE-Agro/Cepea oscilou, mas, no acumulado do período, se manteve bem próximo da média de 2017. Esse comportamento deve-se à confirmação da boa oferta mundial e, principalmente, da brasileira.
Como os preços externos se mantiveram estáveis em 2018, a desvalorização do Real na média do ano puxou a atratividade dos produtos do agronegócio. Assim, o Índice de Atratividade do Agronegócio (IAT-Agro/Cepea) acumulou altas de 7,3% em 12 meses e de 4,7% em dezembro/18 na comparação com dezembro/17.