http://site.orplana.com.br/pages/caminhos-da-cana-2017/
http://www.rossam.com.br/index.html
http://www.fmcagricola.com.br/index.aspx
http://www.ideaonline.com.br/conteudo/17-produtividade-e-reducao-de-custos-2018.html

Grupo de países latino-americanos combate desinformação sobre o açúcar

Voltar

Açúcar

08/11/2018
  Compartilhe:

Consolidar uma aliança definitiva entre os países produtores de açúcar da América Latina. Este é o principal objetivo do Latin American Sugar Group, movimento formado por indústrias açucareiras da Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, Costa Rica, El Salvador, Guatemala, México, Nicarágua, Peru e República Dominicana.
Na segunda jornada de trabalho do grupo, coordenada pela União da Indústria de Cana-de-Açúcar (UNICA), em São Paulo, entre os dias 4 e 6 de novembro, executivos do setor debateram os grandes desafios que o produto vem enfrentando em níveis global e regional. A proposta é construir uma agenda que aborde os mitos e informações distorcivas que são divulgadas com frequência sobre o açúcar e seus efeitos à saúde.

Barreiras comerciais, subsídios, protecionismo e outros fatores que afetam o mercado internacional também estavam em pauta. Além disso, foram apresentados resultados e avanços do Projeto Vida Saudável - executado pela agência de comunicação Porter Novelli -, modelos de governança para formalizar a constituição de uma organização/ associação latino-americana do açúcar e propostas de trabalho para 2019, incluindo um calendário de atividades e ações.

Andy Duff, gerente do departamento de Pesquisa do Rabobank Brasil, fez uma apresentação sobre o consumo do açúcar e tendências atuais, com simulações de cenários e possíveis impactos para o mercado.

No encontro, a UNICA foi representada por Elizabeth Farina (presidente-executiva), Pedro Mizutani (presidente do Conselho Deliberativo), Eduardo Leão de Sousa (diretor executivo), além de representantes de algumas empresas associadas à entidade; Alto Alegre, Atvos Agroindustrial, Biosev,  CerradinhoBio, Copersucar, Raízen, Tereos e Grupo USJ.

Fonte: UNICA

Grupo de países latino-americanos combate desinformação sobre o açúcar

08/11/2018

Consolidar uma aliança definitiva entre os países produtores de açúcar da América Latina. Este é o principal objetivo do Latin American Sugar Group, movimento formado por indústrias açucareiras da Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, Costa Rica, El Salvador, Guatemala, México, Nicarágua, Peru e República Dominicana.
Na segunda jornada de trabalho do grupo, coordenada pela União da Indústria de Cana-de-Açúcar (UNICA), em São Paulo, entre os dias 4 e 6 de novembro, executivos do setor debateram os grandes desafios que o produto vem enfrentando em níveis global e regional. A proposta é construir uma agenda que aborde os mitos e informações distorcivas que são divulgadas com frequência sobre o açúcar e seus efeitos à saúde.

Barreiras comerciais, subsídios, protecionismo e outros fatores que afetam o mercado internacional também estavam em pauta. Além disso, foram apresentados resultados e avanços do Projeto Vida Saudável - executado pela agência de comunicação Porter Novelli -, modelos de governança para formalizar a constituição de uma organização/ associação latino-americana do açúcar e propostas de trabalho para 2019, incluindo um calendário de atividades e ações.

Andy Duff, gerente do departamento de Pesquisa do Rabobank Brasil, fez uma apresentação sobre o consumo do açúcar e tendências atuais, com simulações de cenários e possíveis impactos para o mercado.

No encontro, a UNICA foi representada por Elizabeth Farina (presidente-executiva), Pedro Mizutani (presidente do Conselho Deliberativo), Eduardo Leão de Sousa (diretor executivo), além de representantes de algumas empresas associadas à entidade; Alto Alegre, Atvos Agroindustrial, Biosev,  CerradinhoBio, Copersucar, Raízen, Tereos e Grupo USJ.