http://www.globalagribusinessforum.com/pt-br/
http://site.orplana.com.br/pages/caminhos-da-cana-2017/
http://www.ideaonline.com.br/conteudo/2-inovacana.html
http://bit.ly/2ktdMMm
http://https://www.fmcagricola.com.br/index.aspx
http://www.fenasucro.com.br/Expor/Quero-Expor/Beneficios/?utm_source=mediapartner&utm_campaign=vendas&utm_medium=banner&utm_content=canavieiros_vendas&utm_term=761x73_201803271729&preload[13935947]=mediapartner

Índice de commodities agrícolas cai 2,15% em março, diz IC-Br

Voltar

Agronegócio

05/04/2018

Os preços das commodities, produtos primários com cotação internacional, caíram em março. O Índice de Commodities Brasil (IC-Br), calculado mensalmente pelo Banco Central (BC), registrou queda de 1,56%, na comparação com fevereiro. Em 12 meses encerrados em março, o índice registrou crescimento 8,35% e no primeiro trimestre, queda de 0,33%, informa a "Agência Brasil". 

O IC-Br é calculado com base na variação em reais dos preços de produtos primários (commodities) brasileiros negociados no exterior. O BC observa os produtos que são relevantes para a dinâmica dos preços no Brasil.

Em março, o segmento de energia - petróleo, gás natural e carvão - apresentou alta de 2,07%. No caso dos metais - alumínio, minério de ferro, cobre, estanho, zinco, chumbo, níquel, ouro e prata -, houve retração de 3,3%. O segmento agropecuário - carne de boi, algodão, óleo de soja, trigo, açúcar, milho, café, arroz, carne de porco, cacau e suco de laranja - registrou queda de 2,15%, no mês. O índice internacional de preços de commodities CRB, calculado pelo Commodity Research Bureau, registrou alta de 1,2% no mês passado, de 2,41% no primeiro trimestre e de 7,17%, em 12 meses.

Fonte: Datagro

Índice de commodities agrícolas cai 2,15% em março, diz IC-Br

05/04/2018

Os preços das commodities, produtos primários com cotação internacional, caíram em março. O Índice de Commodities Brasil (IC-Br), calculado mensalmente pelo Banco Central (BC), registrou queda de 1,56%, na comparação com fevereiro. Em 12 meses encerrados em março, o índice registrou crescimento 8,35% e no primeiro trimestre, queda de 0,33%, informa a "Agência Brasil". 

O IC-Br é calculado com base na variação em reais dos preços de produtos primários (commodities) brasileiros negociados no exterior. O BC observa os produtos que são relevantes para a dinâmica dos preços no Brasil.

Em março, o segmento de energia - petróleo, gás natural e carvão - apresentou alta de 2,07%. No caso dos metais - alumínio, minério de ferro, cobre, estanho, zinco, chumbo, níquel, ouro e prata -, houve retração de 3,3%. O segmento agropecuário - carne de boi, algodão, óleo de soja, trigo, açúcar, milho, café, arroz, carne de porco, cacau e suco de laranja - registrou queda de 2,15%, no mês. O índice internacional de preços de commodities CRB, calculado pelo Commodity Research Bureau, registrou alta de 1,2% no mês passado, de 2,41% no primeiro trimestre e de 7,17%, em 12 meses.