http://https://www.fmcagricola.com.br/index.aspx
http://www.premiomulheresdoagro.com.br/
http://www.ideaonline.com.br/conteudo/12-grande-encontro-sobre-variedades-de-cana-de-acucar.html
http://site.orplana.com.br/pages/caminhos-da-cana-2017/
http://www.rgis.com.br

O agro é forte

Voltar

Agronegócio

24/09/2018
  Compartilhe:

O setor agro sempre nos enche de orgulho. Produz riqueza, gera emprego e contribui para a sustentabilidade ambiental. O agro brasileiro contribuiu com 23,5% do Produto Interno Bruto (PIB) do País em 2017, a maior participação em 13 anos.
 
A criação de empregos foi a mais alta em 5 anos nos setores de agricultura e produção de carne, os únicos segmentos da economia que aumentaram o emprego no ano passado. A agricultura foi o principal fator para reduzir a inflação no Brasil.
 
Nosso amigo produtor rural tem feito sua lição de casa. Se atualiza, busca tecnologias e inovações e se conecta às demandas atuais da produção. Cuida mais do que ninguém da natureza. Não desanima frente aos obstáculos e trabalha de sol a sol para manter com dignidade sua família.
 
É essa pujança social, ambiental e econômica que faz com que o setor não fique em segundo plano. O Brasil, especialmente São Paulo, tem a produção de alimentos, fibras e energia em seu DNA. É essa produção no campo o nosso diferencial, a nossa vocação.
 
Temos recursos hídricos abundantes, incidência solar propícia e produtores compromissados.
 
Tendo sido secretário de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo (2015-2018), presidente do Conselho Nacional de Secretários de Agricultura (Conseagri), integrando a Frente Parlamentar da Agropecuária e como presidente da Frente Parlamentar em Defesa do Setor Sucroenergético, reitero meu compromisso de trabalhar por políticas públicas de crédito, seguro, fomento à inovação que permitam ao nosso produtor rural continuar a se desenvolver. Aumentar sua produtividade e ser referência para o Brasil e para o mundo.
 
Nosso agro é campeão mundial e nós queremos manter este título por muito tempo.

Fonte: Assessoria de Imprensa Arnaldo Jardim

O agro é forte

24/09/2018

O setor agro sempre nos enche de orgulho. Produz riqueza, gera emprego e contribui para a sustentabilidade ambiental. O agro brasileiro contribuiu com 23,5% do Produto Interno Bruto (PIB) do País em 2017, a maior participação em 13 anos.
 
A criação de empregos foi a mais alta em 5 anos nos setores de agricultura e produção de carne, os únicos segmentos da economia que aumentaram o emprego no ano passado. A agricultura foi o principal fator para reduzir a inflação no Brasil.
 
Nosso amigo produtor rural tem feito sua lição de casa. Se atualiza, busca tecnologias e inovações e se conecta às demandas atuais da produção. Cuida mais do que ninguém da natureza. Não desanima frente aos obstáculos e trabalha de sol a sol para manter com dignidade sua família.
 
É essa pujança social, ambiental e econômica que faz com que o setor não fique em segundo plano. O Brasil, especialmente São Paulo, tem a produção de alimentos, fibras e energia em seu DNA. É essa produção no campo o nosso diferencial, a nossa vocação.
 
Temos recursos hídricos abundantes, incidência solar propícia e produtores compromissados.
 
Tendo sido secretário de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo (2015-2018), presidente do Conselho Nacional de Secretários de Agricultura (Conseagri), integrando a Frente Parlamentar da Agropecuária e como presidente da Frente Parlamentar em Defesa do Setor Sucroenergético, reitero meu compromisso de trabalhar por políticas públicas de crédito, seguro, fomento à inovação que permitam ao nosso produtor rural continuar a se desenvolver. Aumentar sua produtividade e ser referência para o Brasil e para o mundo.
 
Nosso agro é campeão mundial e nós queremos manter este título por muito tempo.