http://www.ideaonline.com.br/conteudo/17-produtividade-e-reducao-de-custos-2018.html
http://www.fmcagricola.com.br/index.aspx
http://www.rossam.com.br/index.html
http://site.orplana.com.br/pages/caminhos-da-cana-2017/

Plantio da soja no Brasil é o mais acelerado da história

Voltar

Geral

22/10/2018
  Compartilhe:

O levantamento semanal realizado pela consultoria AgRural constatou que o plantio da soja safra 2018/2019 de soja chegou na quinta-feira (18) a 34% da área prevista para o Brasil. O avanço nesta semana foi de 14 pontos percentuais em uma semana.
 
Segundo a consultoria, o ritmo dos trabalhos supera os 20% de um ano atrás e os 18% da média de cinco anos. "Esses 34% garantem à safra 2018/2019 sua manutenção no posto de plantio mais acelerado, à frente dos 28% plantados até a mesma data da safra 2016/2017."
 
No balanço por estado, a AgRural relata o rápido avanço do plantio foi puxado por Mato Grosso, que assumiu a dianteira, saltando de 34% para 62%, ante 27% há um ano e 26% na média de cinco anos. "Apesar do ritmo acelerado dos trabalhos, a distribuição das chuvas ainda deixa a desejar no estado, com bons volumes em algumas e regiões e acumulados ainda abaixo da média em outros."
 
No Paraná, que antes liderava o ritmo do plantio brasileiro, os trabalhos perderam fôlego, devido à continuidade das chuvas acima da média, diz a AgRural. Segundo a consultoria, 48% da área estava plantada até quinta-feira, contra 40% uma semana antes, 53% no ano passado e 44% na média de cinco anos. "No oeste, que começa antes, o plantio já está praticamente finalizado, mas os produtores estão preocupados porque a umidade dificulta os primeiros tratos culturais."
 
Os relatos de campo obtidos pela AgRural dão conta que a chuva também tirou um pouco do ritmo do plantio em Mato Grosso do Sul, onde 35% da área está semeada. Mesmo assim, ainda há vantagem sobre os 30% do ano passado e os 27% da média de cinco anos.
 
Em Goiás, as chuvas favoráveis à umidade do solo, os intervalos com sol e a previsão de maiores volumes até a virada do mês deram força para o plantio avançar rapidamente. Até quinta-feira (18/10), 50% da área goiana estava plantada, o que representa um salto de 37 pontos sobre os 13% de uma semana atrás. A média de cinco anos é de 9%.
 
Nos demais estados, o plantio chegou a 3% no Rio Grande do Sul, 11% em Santa Catarina, 34% em São Paulo, 13% em Minas Gerais, 2% no Maranhão, 1% na Bahia, Tocantins e Piauí, 4% no Pará e 35% em Rondônia.
 
A AgRural estima a área de soja na safra 2018/19 Brasil em 35,8 milhões de hectares, com avanço anual de 1,9%. A produção potencial, baseada por enquanto em linha de tendência de produtividade, é calculada em 120,3 milhões de toneladas, contra 119,3 milhões em 2017/2018.
 
Milho
 
Em relação ao plantio do milho de verão, 48% da área prevista para o Centro-Sul já está semeada, ante 44% na semana passada, 42% há um ano e 45% na média de cinco anos. "Os trabalhos seguem concentrados no Sul do país, onde o excesso de chuva desta semana deixou o plantio mais lento, ainda que já perto do fim nos três estados da região. Em Goiás, as primeiras áreas começaram a receber sementes, mas por enquanto apenas 0,2% da área total prevista para o estado está semeada. Em Minas Gerais, o plantio ainda não começou."
 
A AgRural estima a área de milho verão do Centro-Sul do Brasil em 2,9 milhões de hectares, com aumento anual de 1,3%. A produção, baseada por ora em linha de tendência de produtividade, é calculada em 21,7 milhões de toneladas, ante 20,3 milhões de toneladas em 2017/2018. A AgRural não faz estimativas de milho para o Norte/Nordeste.

Fonte: Globo Rural

Plantio da soja no Brasil é o mais acelerado da história

22/10/2018

O levantamento semanal realizado pela consultoria AgRural constatou que o plantio da soja safra 2018/2019 de soja chegou na quinta-feira (18) a 34% da área prevista para o Brasil. O avanço nesta semana foi de 14 pontos percentuais em uma semana.
 
Segundo a consultoria, o ritmo dos trabalhos supera os 20% de um ano atrás e os 18% da média de cinco anos. "Esses 34% garantem à safra 2018/2019 sua manutenção no posto de plantio mais acelerado, à frente dos 28% plantados até a mesma data da safra 2016/2017."
 
No balanço por estado, a AgRural relata o rápido avanço do plantio foi puxado por Mato Grosso, que assumiu a dianteira, saltando de 34% para 62%, ante 27% há um ano e 26% na média de cinco anos. "Apesar do ritmo acelerado dos trabalhos, a distribuição das chuvas ainda deixa a desejar no estado, com bons volumes em algumas e regiões e acumulados ainda abaixo da média em outros."
 
No Paraná, que antes liderava o ritmo do plantio brasileiro, os trabalhos perderam fôlego, devido à continuidade das chuvas acima da média, diz a AgRural. Segundo a consultoria, 48% da área estava plantada até quinta-feira, contra 40% uma semana antes, 53% no ano passado e 44% na média de cinco anos. "No oeste, que começa antes, o plantio já está praticamente finalizado, mas os produtores estão preocupados porque a umidade dificulta os primeiros tratos culturais."
 
Os relatos de campo obtidos pela AgRural dão conta que a chuva também tirou um pouco do ritmo do plantio em Mato Grosso do Sul, onde 35% da área está semeada. Mesmo assim, ainda há vantagem sobre os 30% do ano passado e os 27% da média de cinco anos.
 
Em Goiás, as chuvas favoráveis à umidade do solo, os intervalos com sol e a previsão de maiores volumes até a virada do mês deram força para o plantio avançar rapidamente. Até quinta-feira (18/10), 50% da área goiana estava plantada, o que representa um salto de 37 pontos sobre os 13% de uma semana atrás. A média de cinco anos é de 9%.
 
Nos demais estados, o plantio chegou a 3% no Rio Grande do Sul, 11% em Santa Catarina, 34% em São Paulo, 13% em Minas Gerais, 2% no Maranhão, 1% na Bahia, Tocantins e Piauí, 4% no Pará e 35% em Rondônia.
 
A AgRural estima a área de soja na safra 2018/19 Brasil em 35,8 milhões de hectares, com avanço anual de 1,9%. A produção potencial, baseada por enquanto em linha de tendência de produtividade, é calculada em 120,3 milhões de toneladas, contra 119,3 milhões em 2017/2018.
 
Milho
 
Em relação ao plantio do milho de verão, 48% da área prevista para o Centro-Sul já está semeada, ante 44% na semana passada, 42% há um ano e 45% na média de cinco anos. "Os trabalhos seguem concentrados no Sul do país, onde o excesso de chuva desta semana deixou o plantio mais lento, ainda que já perto do fim nos três estados da região. Em Goiás, as primeiras áreas começaram a receber sementes, mas por enquanto apenas 0,2% da área total prevista para o estado está semeada. Em Minas Gerais, o plantio ainda não começou."
 
A AgRural estima a área de milho verão do Centro-Sul do Brasil em 2,9 milhões de hectares, com aumento anual de 1,3%. A produção, baseada por ora em linha de tendência de produtividade, é calculada em 21,7 milhões de toneladas, ante 20,3 milhões de toneladas em 2017/2018. A AgRural não faz estimativas de milho para o Norte/Nordeste.