http://www.rossam.com.br/index.html
http://site.orplana.com.br/pages/caminhos-da-cana-2017/
http://www.fmcagricola.com.br/index.aspx

Preços do açúcar voltam a cair no mercado internacional por perspectivas de superávit global

Voltar

Açúcar

10/05/2018
  Compartilhe:

Os preços do açúcar no mercado futuro tiveram uma baixa significativa ontem (9) na bolsa de Nova York, revertendo os ganhos da terça-feira. No vencimento julho/18, a commodity caiu 27 pontos, vendida a 11.29 centavos de dólar por libra-peso. Na tela outubro/18, o açúcar desvalorizou 23 pontos, com preços firmados em 11.69 centavos de dólar por libra-peso. Os demais contratos caíram entre 17 e 22 pontos.
 
"O mercado segue pressionado pelas perspectivas de superávit na oferta mundial em 2017/18 e 2018/19. A última previsão de Organização Internacional do Açúcar (OIA) aponta excedentes de 11,1 milhões de toneladas na safra 2017/18 e de 4 milhões de toneladas no ciclo seguinte", avaliaram os analistas do jornal Valor Econômico, em nota divulgada hoje (10).
 
Em Londres, os preços também fecharam desvalorizados em todos os lotes na sessão de ontem. Na tela agosto/18, a commodity foi comercializada a US$ 323,90 a tonelada, baixa de 3,70 dólares. No vencimento outubro/18, o açúcar foi vendido a US$ 319,40 a tonelada, queda de 2,50 dólares. Os demais contratos caíram entre 2,00 e 3,90 dólares.
 
Mercado interno
 
O marcador do Cepea/Esalq, da USP, no mercado doméstico, indicou baixa nos preços mais um dia. A saca de 50 quilos do tipo cristal foi vendida a R$ 54,96, queda de 0,47%.
 
Etanol
 
O etanol hidratado, vendido pelas usinas paulistas, foi vendido a R$ 1.562,50 o metro cúbico, alta de 0,87% no comparativo com os preços praticados na véspera.
 

Fonte: UDOP

Preços do açúcar voltam a cair no mercado internacional por perspectivas de superávit global

10/05/2018

Os preços do açúcar no mercado futuro tiveram uma baixa significativa ontem (9) na bolsa de Nova York, revertendo os ganhos da terça-feira. No vencimento julho/18, a commodity caiu 27 pontos, vendida a 11.29 centavos de dólar por libra-peso. Na tela outubro/18, o açúcar desvalorizou 23 pontos, com preços firmados em 11.69 centavos de dólar por libra-peso. Os demais contratos caíram entre 17 e 22 pontos.
 
"O mercado segue pressionado pelas perspectivas de superávit na oferta mundial em 2017/18 e 2018/19. A última previsão de Organização Internacional do Açúcar (OIA) aponta excedentes de 11,1 milhões de toneladas na safra 2017/18 e de 4 milhões de toneladas no ciclo seguinte", avaliaram os analistas do jornal Valor Econômico, em nota divulgada hoje (10).
 
Em Londres, os preços também fecharam desvalorizados em todos os lotes na sessão de ontem. Na tela agosto/18, a commodity foi comercializada a US$ 323,90 a tonelada, baixa de 3,70 dólares. No vencimento outubro/18, o açúcar foi vendido a US$ 319,40 a tonelada, queda de 2,50 dólares. Os demais contratos caíram entre 2,00 e 3,90 dólares.
 
Mercado interno
 
O marcador do Cepea/Esalq, da USP, no mercado doméstico, indicou baixa nos preços mais um dia. A saca de 50 quilos do tipo cristal foi vendida a R$ 54,96, queda de 0,47%.
 
Etanol
 
O etanol hidratado, vendido pelas usinas paulistas, foi vendido a R$ 1.562,50 o metro cúbico, alta de 0,87% no comparativo com os preços praticados na véspera.