http://https://www.fmcagricola.com.br/index.aspx
http://www.rgis.com.br
http://site.orplana.com.br/pages/caminhos-da-cana-2017/
http://www.premiomulheresdoagro.com.br/
http://www.ideaonline.com.br/conteudo/12-grande-encontro-sobre-variedades-de-cana-de-acucar.html

Pressionados pela greve que parou as usinas, preços do açúcar registram alta

Voltar

Açúcar

01/06/2018
  Compartilhe:

Os preços do açúcar fecharam em alta nesta quinta-feira (31) no mercado internacional. Segundo os analistas consultados pelo jornal Valor Econômico de hoje (1º), a bolsa de Nova York fechou com ganhos em razão de uma cobertura de posições vendidas por parte dos fundos de investimento. "A saída dos fundos das apostas baixistas decorre da paralisação das usinas brasileiras nos últimos dias por causa da greve dos caminhoneiros", informou o jornal.
 
No vencimento julho/18 da bolsa norte-americana, a commodity foi comercializada a 12.79 centavos de dólar por libra-peso, valorização de 19 pontos. Na tela outubro/18 a alta foi de 20 pontos, com negócios firmados em 13.02 centavos de dólar por libra-peso. Os demais contratos subiram entre 17 e 22 pontos.
 
"A greve e as notícias de paralisação dos petroleiros fez os fundos se mexerem no sentido de cobrirem posições e isso deve continuar até que as coisas se normalizem", apontou um relatório feito pela Sucden Financial e divulgado no jornal Valor Econômico.
 
Em Londres, a commodity foi negociada em US$ 354,60 a tonelada no lote para agosto/18, valorização de 5,70 dólares. Os contratos para outubro/18 foram cotados em US$ 351,00 a tonelada, alta de 4,80 dólares. Os demais negócios subiram entre 2,30 e 3,70 dólares.
 
Mercado interno
 
No Brasil, os preços do açúcar não foram negociados nessa quinta-feira (31), devido ao feriado de Corpus Christi. Na quarta-feira (30), a saca de 50 quilos do tipo cristal foi vendida a R$ 55,73, alta de 0,54% em comparação aos preços praticados no dia anterior.
 
Etanol hidratado
 
O etanol hidratado, vendido pelas usinas paulistas e medidos pela Esalq/BM&F, teve aumento de 0,51% na quarta-feira. O biocombustível foi comercializado a R$ 1.759,50 o metro cúbico.
 

Fonte: UDOP

Pressionados pela greve que parou as usinas, preços do açúcar registram alta

01/06/2018

Os preços do açúcar fecharam em alta nesta quinta-feira (31) no mercado internacional. Segundo os analistas consultados pelo jornal Valor Econômico de hoje (1º), a bolsa de Nova York fechou com ganhos em razão de uma cobertura de posições vendidas por parte dos fundos de investimento. "A saída dos fundos das apostas baixistas decorre da paralisação das usinas brasileiras nos últimos dias por causa da greve dos caminhoneiros", informou o jornal.
 
No vencimento julho/18 da bolsa norte-americana, a commodity foi comercializada a 12.79 centavos de dólar por libra-peso, valorização de 19 pontos. Na tela outubro/18 a alta foi de 20 pontos, com negócios firmados em 13.02 centavos de dólar por libra-peso. Os demais contratos subiram entre 17 e 22 pontos.
 
"A greve e as notícias de paralisação dos petroleiros fez os fundos se mexerem no sentido de cobrirem posições e isso deve continuar até que as coisas se normalizem", apontou um relatório feito pela Sucden Financial e divulgado no jornal Valor Econômico.
 
Em Londres, a commodity foi negociada em US$ 354,60 a tonelada no lote para agosto/18, valorização de 5,70 dólares. Os contratos para outubro/18 foram cotados em US$ 351,00 a tonelada, alta de 4,80 dólares. Os demais negócios subiram entre 2,30 e 3,70 dólares.
 
Mercado interno
 
No Brasil, os preços do açúcar não foram negociados nessa quinta-feira (31), devido ao feriado de Corpus Christi. Na quarta-feira (30), a saca de 50 quilos do tipo cristal foi vendida a R$ 55,73, alta de 0,54% em comparação aos preços praticados no dia anterior.
 
Etanol hidratado
 
O etanol hidratado, vendido pelas usinas paulistas e medidos pela Esalq/BM&F, teve aumento de 0,51% na quarta-feira. O biocombustível foi comercializado a R$ 1.759,50 o metro cúbico.