http://site.orplana.com.br/pages/caminhos-da-cana-2017/
http://www.rossam.com.br/index.html
http://www.fmcagricola.com.br/index.aspx

Produtores devem intensificar atividades de preparo do solo

Voltar

Agricultura

12/09/2018
  Compartilhe:

Ao tratarmos da previsão do regime de chuva do mês de outubro, considerando todas as regiões produtoras do Sudeste e Centro-Oeste, constatamos que as precipitações devem ser muito irregulares. Portanto, não há perspectiva de que mesmo com a ocorrência de chuva sobre as áreas desejadas, essas possam se repetir num prazo curto de tempo. Todo cuidado será pouco no início de safra da soja. A partir do meio de outubro o regime de chuva já estará regularizado.

Antes da regularização das precipitações, todo o corredor de umidade continuará voltado apenas ao Sul do país, o que pode acarretar problemas aos produtores de arroz, que estão em plena atividade de plantio a partir desta semana. Assim, com o tempo mais seco os produtores terão que intensificar as atividades de preparo do solo e até mesmo de plantio, já que há previsão de chuva generalizada ao longo das próximas três semanas.

Com o retorno da chuva na semana que vem em São Paulo e partes de Minas Gerais, as atividades de colheita da cana-de-açúcar podem ser interrompidas. Porém, como não haverá períodos de invernadas, a tendência é que não ocorram prejuízos a concentração de ATR pela planta ao longo dos próximos 20 dias. Apesar que uma ou outra microrregião podem registrar diminuição na produtividade de ATR, já que registraram chuva nas últimas semanas, como é o caso do sul de São Paulo.

Mesmo com um regime de chuva ainda bastante irregular em todo o centro do país, a perspectiva é que seja melhor do que foi em setembro e outubro de 2017 para as culturas de verão e ligeiramente pior para a cultura da cana, já que outubro de 2017, foi bem mais seco e favorável a colheita. Por outro lado, com a possibilidade de eventuais pancadas de chuva, as condições estarão mais favoráveis ao desenvolvimento dos canaviais para a safra 2019.

Fonte: Agrolink

Produtores devem intensificar atividades de preparo do solo

12/09/2018

Ao tratarmos da previsão do regime de chuva do mês de outubro, considerando todas as regiões produtoras do Sudeste e Centro-Oeste, constatamos que as precipitações devem ser muito irregulares. Portanto, não há perspectiva de que mesmo com a ocorrência de chuva sobre as áreas desejadas, essas possam se repetir num prazo curto de tempo. Todo cuidado será pouco no início de safra da soja. A partir do meio de outubro o regime de chuva já estará regularizado.

Antes da regularização das precipitações, todo o corredor de umidade continuará voltado apenas ao Sul do país, o que pode acarretar problemas aos produtores de arroz, que estão em plena atividade de plantio a partir desta semana. Assim, com o tempo mais seco os produtores terão que intensificar as atividades de preparo do solo e até mesmo de plantio, já que há previsão de chuva generalizada ao longo das próximas três semanas.

Com o retorno da chuva na semana que vem em São Paulo e partes de Minas Gerais, as atividades de colheita da cana-de-açúcar podem ser interrompidas. Porém, como não haverá períodos de invernadas, a tendência é que não ocorram prejuízos a concentração de ATR pela planta ao longo dos próximos 20 dias. Apesar que uma ou outra microrregião podem registrar diminuição na produtividade de ATR, já que registraram chuva nas últimas semanas, como é o caso do sul de São Paulo.

Mesmo com um regime de chuva ainda bastante irregular em todo o centro do país, a perspectiva é que seja melhor do que foi em setembro e outubro de 2017 para as culturas de verão e ligeiramente pior para a cultura da cana, já que outubro de 2017, foi bem mais seco e favorável a colheita. Por outro lado, com a possibilidade de eventuais pancadas de chuva, as condições estarão mais favoráveis ao desenvolvimento dos canaviais para a safra 2019.