http://https://www.fmcagricola.com.br/index.aspx
http://www.ideaonline.com.br/conteudo/20-seminario-de-mecanizacao-e-producao-de-cana-de-acucar.html
http://site.orplana.com.br/pages/caminhos-da-cana-2017/

Responsabilidade social e ambiental

Voltar

Meio Ambiente

01/02/2018

Por: Fernanda Clariano

A coleta seletiva gera inúmeros benefícios ao meio ambiente e para a população consciente,  pois  além de reduzir a quantidade de resíduos que vai para aterros e lixões, reduz também a extração de recursos naturais; a poluição do ar, da água e do solo; previne enchentes; contribui com a limpeza da cidade; gera empregos devido à comercialização de recicláveis, entre outros.

Preocupada com o impacto ambiental causado pelo excesso de lixo produzido pela sociedade e dentro de suas dependências, a Copercana (Cooperativa dos Plantadores de Cana do Oeste do Estado de São Paulo), em parceria com a Canaoeste (Associação dos Plantadores de Cana do Oeste do Estado de São Paulo) e a Sicoob Cocred implantou em abril de 2005 o projeto BioCoop, que atua na matriz e em todas as filiais do Sistema, com o objetivo de gerenciar os resíduos passíveis de reciclagem por meio da coleta seletiva e conta com a adesão dos funcionários e da população que doam seu lixo reciclável, contribuindo com o sucesso do programa.

O projeto também tem a finalidade de formar cidadãos capazes de mudar seus hábitos em busca de uma melhor qualidade de vida. Resultado disso são as diversas campanhas envolvendo tanto a parte ambiental quanto a social. “Após serem separados, os materiais são encaminhados às empresas de reciclagem para que a matéria-prima desses produtos volte ao ciclo de produção. Além disso, através desta ação contribuímos com entidades assistenciais como, por exemplo, por meio da arrecadação de lacres de alumínio onde conseguimos evitar o acúmulo desse material no meio ambiente e, consequentemente, darmos um destino correto a ele, que é a reciclagem – e ainda os trocamos por cadeiras de rodas. Com isso já beneficiamos 24 instituições”, afirmou a bióloga Milena Talamoni, encarregada do projeto.

De acordo com o levantamento feito pela BioCoop, em 2017 deixaram de ser descartadas no meio ambiente mais de 360 toneladas de lixo reciclável:

BOX
Papelões : 281.380 kg
Papéis: 31.242 kg
Plásticos: 35.131 kg
Alumínios: 381,3 kg
Sucatas: 11.865 kg
Vidros: 7.880 kg
Sacarias: 4.023 unidades (que foram reutilizadas)
Caixas de madeira: 24.347 unidades (que foram reutilizadas)
Sucatas eletrônicas: 635 unidades de aparelhos
Lâmpadas fluorescentes: 3.114 unidades (foram descontaminadas)
 
Milena também salientou a importância da conscientização dos funcionários do Sistema Copercana, Canaoeste e Sicoob Cocred e da população em relação ao impacto que cada um causa no meio ambiente e de como as ações interferem de maneira direta na "saúde" do planeta. “As pessoas estão se preocupando mais em relação à sustentabilidade, pois estão entendendo que para melhorar a qualidade de vida é necessário mudar alguns hábitos e estão cientes de que a mudança começa de dentro para fora, começa em casa – cobrando a si próprio. São ações como esta que fazem a diferença”, afirmou a bióloga que ainda lembrou o apoio que a BioCoop recebe da diretoria do Sistema, bem como de todos os envolvidos no projeto. “A atenção que o projeto recebe desde a diretoria do Sistema, que incentiva cada ideia, cada passo dado e a adesão dos colaboradores que se estende também aos seus familiares e a população é fundamental para que os resultados sejam positivos. As pessoas acreditam no que é proposto e sabem dos benefícios que ele gera para a sociedade e para o meio ambiente e isso tem contribuído para o crescimento da BioCoop que vem desenvolvendo o seu papel com grande afinco”. 

Conhecer e praticar


“Foi trabalhando na Copercana que aprendi por meio da BioCoop  o que é reciclável e o que não é, como separar  e acho muito importante esse trabalho de conscientização que é desenvolvido junto aos funcionários e a população. Há alguns anos reciclar  se tornou um hábito na minha casa e na casa das minhas irmãs e eu sou a responsável em recolher os materiais. Eu acredito que se cada  um fizer a sua parte vamos melhorando aos poucos  o lugar onde vivemos”, comentou a auxiliar de limpeza da Copercana, Márcia Rech.

Desde que a BioCoop foi inserida na cooperativa, o analista de projetos na área de TI, da Copercana, Adilson Ernesto Sverzut, encaminha os recicláveis da sua casa para o departamento. “Esta é uma forma que encontro de contribuir com o meio ambiente, não colocando o que é reciclável junto ao lixo comum. Eu acho tudo isso muito interessante, porque além de cooperar com o meio ambiente e para uma vida mais saudável da população, ele mantém alguns projetos sociais e isso é muito bacana. É gratificante ver que a cooperativa incentiva o funcionário na coleta seletiva e poder fazer a minha parte reciclando e disseminando este trabalho não tem preço”, disse Sverzut.

Serviço
A sede da BioCoop fica na Rua: Expedicionário Lellis, 702 -  Jardim Soljumar, telefone (16) 3946-3300 – ramal 2140.
 

Fonte: Revista Canavieiros

Responsabilidade social e ambiental

01/02/2018

Por: Fernanda Clariano

A coleta seletiva gera inúmeros benefícios ao meio ambiente e para a população consciente,  pois  além de reduzir a quantidade de resíduos que vai para aterros e lixões, reduz também a extração de recursos naturais; a poluição do ar, da água e do solo; previne enchentes; contribui com a limpeza da cidade; gera empregos devido à comercialização de recicláveis, entre outros.

Preocupada com o impacto ambiental causado pelo excesso de lixo produzido pela sociedade e dentro de suas dependências, a Copercana (Cooperativa dos Plantadores de Cana do Oeste do Estado de São Paulo), em parceria com a Canaoeste (Associação dos Plantadores de Cana do Oeste do Estado de São Paulo) e a Sicoob Cocred implantou em abril de 2005 o projeto BioCoop, que atua na matriz e em todas as filiais do Sistema, com o objetivo de gerenciar os resíduos passíveis de reciclagem por meio da coleta seletiva e conta com a adesão dos funcionários e da população que doam seu lixo reciclável, contribuindo com o sucesso do programa.

O projeto também tem a finalidade de formar cidadãos capazes de mudar seus hábitos em busca de uma melhor qualidade de vida. Resultado disso são as diversas campanhas envolvendo tanto a parte ambiental quanto a social. “Após serem separados, os materiais são encaminhados às empresas de reciclagem para que a matéria-prima desses produtos volte ao ciclo de produção. Além disso, através desta ação contribuímos com entidades assistenciais como, por exemplo, por meio da arrecadação de lacres de alumínio onde conseguimos evitar o acúmulo desse material no meio ambiente e, consequentemente, darmos um destino correto a ele, que é a reciclagem – e ainda os trocamos por cadeiras de rodas. Com isso já beneficiamos 24 instituições”, afirmou a bióloga Milena Talamoni, encarregada do projeto.

De acordo com o levantamento feito pela BioCoop, em 2017 deixaram de ser descartadas no meio ambiente mais de 360 toneladas de lixo reciclável:

BOX
Papelões : 281.380 kg
Papéis: 31.242 kg
Plásticos: 35.131 kg
Alumínios: 381,3 kg
Sucatas: 11.865 kg
Vidros: 7.880 kg
Sacarias: 4.023 unidades (que foram reutilizadas)
Caixas de madeira: 24.347 unidades (que foram reutilizadas)
Sucatas eletrônicas: 635 unidades de aparelhos
Lâmpadas fluorescentes: 3.114 unidades (foram descontaminadas)
 
Milena também salientou a importância da conscientização dos funcionários do Sistema Copercana, Canaoeste e Sicoob Cocred e da população em relação ao impacto que cada um causa no meio ambiente e de como as ações interferem de maneira direta na "saúde" do planeta. “As pessoas estão se preocupando mais em relação à sustentabilidade, pois estão entendendo que para melhorar a qualidade de vida é necessário mudar alguns hábitos e estão cientes de que a mudança começa de dentro para fora, começa em casa – cobrando a si próprio. São ações como esta que fazem a diferença”, afirmou a bióloga que ainda lembrou o apoio que a BioCoop recebe da diretoria do Sistema, bem como de todos os envolvidos no projeto. “A atenção que o projeto recebe desde a diretoria do Sistema, que incentiva cada ideia, cada passo dado e a adesão dos colaboradores que se estende também aos seus familiares e a população é fundamental para que os resultados sejam positivos. As pessoas acreditam no que é proposto e sabem dos benefícios que ele gera para a sociedade e para o meio ambiente e isso tem contribuído para o crescimento da BioCoop que vem desenvolvendo o seu papel com grande afinco”. 

Conhecer e praticar


“Foi trabalhando na Copercana que aprendi por meio da BioCoop  o que é reciclável e o que não é, como separar  e acho muito importante esse trabalho de conscientização que é desenvolvido junto aos funcionários e a população. Há alguns anos reciclar  se tornou um hábito na minha casa e na casa das minhas irmãs e eu sou a responsável em recolher os materiais. Eu acredito que se cada  um fizer a sua parte vamos melhorando aos poucos  o lugar onde vivemos”, comentou a auxiliar de limpeza da Copercana, Márcia Rech.

Desde que a BioCoop foi inserida na cooperativa, o analista de projetos na área de TI, da Copercana, Adilson Ernesto Sverzut, encaminha os recicláveis da sua casa para o departamento. “Esta é uma forma que encontro de contribuir com o meio ambiente, não colocando o que é reciclável junto ao lixo comum. Eu acho tudo isso muito interessante, porque além de cooperar com o meio ambiente e para uma vida mais saudável da população, ele mantém alguns projetos sociais e isso é muito bacana. É gratificante ver que a cooperativa incentiva o funcionário na coleta seletiva e poder fazer a minha parte reciclando e disseminando este trabalho não tem preço”, disse Sverzut.

Serviço
A sede da BioCoop fica na Rua: Expedicionário Lellis, 702 -  Jardim Soljumar, telefone (16) 3946-3300 – ramal 2140.