http://www.fenasucro.com.br/Expor/Quero-Expor/Beneficios/?utm_source=mediapartner&utm_campaign=vendas&utm_medium=banner&utm_content=canavieiros_vendas&utm_term=761x73_201803271729&preload[13935947]=mediapartner
http://site.orplana.com.br/pages/caminhos-da-cana-2017/
http://https://www.fmcagricola.com.br/index.aspx
http://www.globalagribusinessforum.com/pt-br/

Soja inicia semana na tentativa de uma recuperação em Chicago nesta 2ª, mas ainda com estabilidade

Voltar

Geral

23/04/2018

A semana começa com preços ainda estáveis para a soja na Bolsa de Chicago. Depois de uma baixa acumulada de mais de 2% nos últimos sete dias, nesta segunda-feira (23), os futuros da oleaginosa sobem pouco mais de 1 ponto entre as posições mais negociadas, na tentativa do início de uma recuperação.
 
Perto de 7h45 (horário de Brasília), o contrato maio/18 subia 1,75 ponto para ser negociado a US$ 10,30 por bushel, enquanto o julho tinha US$ 10,42 e o agosto/18, US$ 10,42.

A falta de direção e de novas informações fortes que possam mudar a movimentação das cotações permanece, segundo informam analistas internacionais.

Entre os fatores que permanecem no campo da especulação seguem as previsões climáticas para o Corn Belt - que, como explica o boletim diário da consultoria internacional Allendale, Inc., ainda não dão o sinal verde para um avanço mais intenso do plantio 2018/19 - além da disputa comercial entre China e EUA e os impactos sobre a demanda pela soja americana.

Além disso, a movimentação dos fundos e técnica dos preços também continua a ser observada pelos traders neste início de semana.

Ainda nesta segunda, atenção aos dois reportes que chegam do USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos). O primeiro deles atualiza os números dos embarques semanais de grãos e o outro sai no fim do dia, de acompanhamento de safras com os últimos números do avanço dos trabalhos de campo nos EUA.

A expectativa do mercado é de que o plantio do milho esteja concluído em algo entre 6% e 8% da área esperada para esta temporada, contra 3% da semana anterior e a média para o período de 18%.

Fonte: Notícias Agrícolas

Soja inicia semana na tentativa de uma recuperação em Chicago nesta 2ª, mas ainda com estabilidade

23/04/2018

A semana começa com preços ainda estáveis para a soja na Bolsa de Chicago. Depois de uma baixa acumulada de mais de 2% nos últimos sete dias, nesta segunda-feira (23), os futuros da oleaginosa sobem pouco mais de 1 ponto entre as posições mais negociadas, na tentativa do início de uma recuperação.
 
Perto de 7h45 (horário de Brasília), o contrato maio/18 subia 1,75 ponto para ser negociado a US$ 10,30 por bushel, enquanto o julho tinha US$ 10,42 e o agosto/18, US$ 10,42.

A falta de direção e de novas informações fortes que possam mudar a movimentação das cotações permanece, segundo informam analistas internacionais.

Entre os fatores que permanecem no campo da especulação seguem as previsões climáticas para o Corn Belt - que, como explica o boletim diário da consultoria internacional Allendale, Inc., ainda não dão o sinal verde para um avanço mais intenso do plantio 2018/19 - além da disputa comercial entre China e EUA e os impactos sobre a demanda pela soja americana.

Além disso, a movimentação dos fundos e técnica dos preços também continua a ser observada pelos traders neste início de semana.

Ainda nesta segunda, atenção aos dois reportes que chegam do USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos). O primeiro deles atualiza os números dos embarques semanais de grãos e o outro sai no fim do dia, de acompanhamento de safras com os últimos números do avanço dos trabalhos de campo nos EUA.

A expectativa do mercado é de que o plantio do milho esteja concluído em algo entre 6% e 8% da área esperada para esta temporada, contra 3% da semana anterior e a média para o período de 18%.