http://https://www.fmcagricola.com.br/index.aspx
http://bit.ly/2ktdMMm
http://site.orplana.com.br/pages/caminhos-da-cana-2017/
http://www.fenasucro.com.br/Expor/Quero-Expor/Beneficios/?utm_source=mediapartner&utm_campaign=vendas&utm_medium=banner&utm_content=canavieiros_vendas&utm_term=761x73_201803271729&preload[13935947]=mediapartner
http://www.ideaonline.com.br/conteudo/2-inovacana.html

Soja: Na CBOT, mercado inicia 5ª feira em queda com foco nas tensões entre China e EUA

Voltar

Geral

14/06/2018

Na Bolsa de Chicago (CBOT), as principais posições da soja iniciaram a sessão desta quinta-feira (14) do lado negativo da tabela. Às 8h27 (horário de Brasília), os vencimentos da commodity testavam quedas de mais de 2 pontos, com o vencimento julho/18 a US$ 9,34 por bushel. O agosto/18 era negociado a US$ 9,39 por bushel, enquanto o novembro/18 trabalhava a US$ 9,56 por bushel.
 
O mercado dá continuidade ao movimento negativo iniciado no dia anterior. O foco dos traders permanece nas tensões comerciais entre China e Estados Unidos.
 
"Os preços permanecem pressionados diante da renovação dos temores e que a China possa atingir a soja norte-americana com tarifas de retaliação se Washington continuar com ameaças de multas em produtos chineses", informou a Reuters internacional.
 
De acordo com informações das agências internacionais, o presidente americano, Donald Trump, deve reportar na sexta-feira (15) ou no início da próxima semana uma lista de 50 bilhões de dólares em produtos chineses que estarão sujeitos a uma tarifa de 25%. A perspectiva é que o cenário afete as exportações norte-americanas.
 
Do mesmo modo, a safra americana também permanece em foco. 74% das plantações da oleaginosa apresentavam boas ou excelentes condições até o último domingo, conforme dados do USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos).
 
Ainda hoje, o órgão divulga seu boletim semanal de vendas para exportação. O boletim é um importante indicador de demanda e pode influenciar o andamento das negociações em Chicago.

Fonte: Notícias Agrícolas

Soja: Na CBOT, mercado inicia 5ª feira em queda com foco nas tensões entre China e EUA

14/06/2018

Na Bolsa de Chicago (CBOT), as principais posições da soja iniciaram a sessão desta quinta-feira (14) do lado negativo da tabela. Às 8h27 (horário de Brasília), os vencimentos da commodity testavam quedas de mais de 2 pontos, com o vencimento julho/18 a US$ 9,34 por bushel. O agosto/18 era negociado a US$ 9,39 por bushel, enquanto o novembro/18 trabalhava a US$ 9,56 por bushel.
 
O mercado dá continuidade ao movimento negativo iniciado no dia anterior. O foco dos traders permanece nas tensões comerciais entre China e Estados Unidos.
 
"Os preços permanecem pressionados diante da renovação dos temores e que a China possa atingir a soja norte-americana com tarifas de retaliação se Washington continuar com ameaças de multas em produtos chineses", informou a Reuters internacional.
 
De acordo com informações das agências internacionais, o presidente americano, Donald Trump, deve reportar na sexta-feira (15) ou no início da próxima semana uma lista de 50 bilhões de dólares em produtos chineses que estarão sujeitos a uma tarifa de 25%. A perspectiva é que o cenário afete as exportações norte-americanas.
 
Do mesmo modo, a safra americana também permanece em foco. 74% das plantações da oleaginosa apresentavam boas ou excelentes condições até o último domingo, conforme dados do USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos).
 
Ainda hoje, o órgão divulga seu boletim semanal de vendas para exportação. O boletim é um importante indicador de demanda e pode influenciar o andamento das negociações em Chicago.