http://https://www.fmcagricola.com.br/index.aspx
http://site.orplana.com.br/pages/caminhos-da-cana-2017/
http://www.ideaonline.com.br/conteudo/12-grande-encontro-sobre-variedades-de-cana-de-acucar.html

Soja perde quase 20 pts em Chicago nesta 6ª feira com novos movimentos na guerra China x EUA

Voltar

Geral

06/04/2018

As baixas intensas voltaram ao mercado internacional da soja e, nesta manhã desta sexta-feira (6), os futuros da oleaginosa perdiam entre 17,75 e 18,50 pontos, levando o maio/18 de volta aos US$ 10,12 por bushel. As cotações devolvem as altas registradas no pregão anterior.

A reação do mercado na Bolsa de Chicago continua sendo reflexo de mais uma ação dentro da guerra comercial entre China e Estados Unidos, com o presidente Donald Trump ampliando em mais US$ 100 bilhões as retaliações contra produtos importados chinseses.

O risco de uma severidade maior nessa disputa, segundo explicam analistas e consultores, segue crescendo e preocupando os mercados de forma generalizada. Acompanhando as baixas da soja, recuam também o milho e o trigo em Chicago, além das soft commodities negociadas na Bolsa de Nova York.

E a reação dos futuros no mercado norte-americano tem sido imediata nestes últimos dias, depois dos movimentos feitos pela duas economias, que são as maiores do mundo.

Fonte: Notícias Agrícolas

Soja perde quase 20 pts em Chicago nesta 6ª feira com novos movimentos na guerra China x EUA

06/04/2018

As baixas intensas voltaram ao mercado internacional da soja e, nesta manhã desta sexta-feira (6), os futuros da oleaginosa perdiam entre 17,75 e 18,50 pontos, levando o maio/18 de volta aos US$ 10,12 por bushel. As cotações devolvem as altas registradas no pregão anterior.

A reação do mercado na Bolsa de Chicago continua sendo reflexo de mais uma ação dentro da guerra comercial entre China e Estados Unidos, com o presidente Donald Trump ampliando em mais US$ 100 bilhões as retaliações contra produtos importados chinseses.

O risco de uma severidade maior nessa disputa, segundo explicam analistas e consultores, segue crescendo e preocupando os mercados de forma generalizada. Acompanhando as baixas da soja, recuam também o milho e o trigo em Chicago, além das soft commodities negociadas na Bolsa de Nova York.

E a reação dos futuros no mercado norte-americano tem sido imediata nestes últimos dias, depois dos movimentos feitos pela duas economias, que são as maiores do mundo.