http://https://www.fmcagricola.com.br/index.aspx
http://www.ideaonline.com.br/conteudo/2-inovacana.html
http://site.orplana.com.br/pages/caminhos-da-cana-2017/
http://bit.ly/2ktdMMm
http://www.globalagribusinessforum.com/pt-br/
http://www.fenasucro.com.br/Expor/Quero-Expor/Beneficios/?utm_source=mediapartner&utm_campaign=vendas&utm_medium=banner&utm_content=canavieiros_vendas&utm_term=761x73_201803271729&preload[13935947]=mediapartner

SP: pouca chuva prejudica desenvolvimento da cana-de-açúcar

Voltar

Cana-de-Açúcar

19/04/2018

No estado de São Paulo não houve registros de chuva de volumes relevantes e com isso, abre-se uma janela de mais de 15 dias sem registros de precipitações significativas sobre as principais regiões produtoras do estado. E assim agravando a situação e as condições das lavouras, principalmente para os grãos e a cana de açúcar. Para os produtores que estão em processo de colheita, o tempo seco é uma vantagem.
 
A presença de uma frente fria sobre o norte da Região Sudeste mantém muitas áreas de instabilidade sobre o centro-norte do Brasil. A terça-feira (17) deverá ser marcada por pancadas de chuva em grande parte das regiões produtoras do Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Goiás, Minas Gerais, Maranhão, Tocantins, Piauí, Bahia, Espírito Santo e sul da Bahia.
 
A chuva na metade norte do país, está possibilitando a manutenção dos bons níveis de umidade do solo , garantindo excelentes condições de desenvolvimento das lavouras de 2ª safra. No entanto, em regiões como o Maranhão e o Piauí, a chuva vem atrapalhando o andamento da colheita de soja e ocasiona percentuais elevados de grãos ardidos.
 
No centro-sul do país, devido a presença de uma massa de ar polar que além de deixar as temperaturas mínimas mais baixas, impede a formação de nuvens de chuva , deixando o tempo aberto e sem instabilidade. Apesar desse tempo seco e frio , a chuva registrada nos últimos dias elevou os níveis de água do solo, garantindo boas condições ao desenvolvimento das lavouras de milho, feijão, algodão, cana-de-açúcar e café.


Fonte: Agrolink

SP: pouca chuva prejudica desenvolvimento da cana-de-açúcar

19/04/2018

No estado de São Paulo não houve registros de chuva de volumes relevantes e com isso, abre-se uma janela de mais de 15 dias sem registros de precipitações significativas sobre as principais regiões produtoras do estado. E assim agravando a situação e as condições das lavouras, principalmente para os grãos e a cana de açúcar. Para os produtores que estão em processo de colheita, o tempo seco é uma vantagem.
 
A presença de uma frente fria sobre o norte da Região Sudeste mantém muitas áreas de instabilidade sobre o centro-norte do Brasil. A terça-feira (17) deverá ser marcada por pancadas de chuva em grande parte das regiões produtoras do Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Goiás, Minas Gerais, Maranhão, Tocantins, Piauí, Bahia, Espírito Santo e sul da Bahia.
 
A chuva na metade norte do país, está possibilitando a manutenção dos bons níveis de umidade do solo , garantindo excelentes condições de desenvolvimento das lavouras de 2ª safra. No entanto, em regiões como o Maranhão e o Piauí, a chuva vem atrapalhando o andamento da colheita de soja e ocasiona percentuais elevados de grãos ardidos.
 
No centro-sul do país, devido a presença de uma massa de ar polar que além de deixar as temperaturas mínimas mais baixas, impede a formação de nuvens de chuva , deixando o tempo aberto e sem instabilidade. Apesar desse tempo seco e frio , a chuva registrada nos últimos dias elevou os níveis de água do solo, garantindo boas condições ao desenvolvimento das lavouras de milho, feijão, algodão, cana-de-açúcar e café.