http://www.ideaonline.com.br/conteudo/12-grande-encontro-sobre-variedades-de-cana-de-acucar.html
http://www.rgis.com.br
http://site.orplana.com.br/pages/caminhos-da-cana-2017/
http://www.premiomulheresdoagro.com.br/
http://https://www.fmcagricola.com.br/index.aspx

Volume exportado já supera em 10,8% o de janeiro de 2017 e em 75,6% o de dezembro

Voltar

Etanol

23/01/2018
  Compartilhe:

Etanol: Volume exportado já supera em 10,8% o de janeiro de 2017 e em 75,6% o de dezembro  
23/01/2018 - As exportações de etanol combustível nas três primeiras de 2018 somaram 114,5 milhões de litros e renderam US$ 66,1 milhões, segundo o Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC). Somente no período, com 14 dias úteis, esse volume já supera em 10,84% as vendas externas do biocombustível de janeiro de 2017, de 103,3 milhões de litros, em 22 dias úteis. Se comparado com o total exportado nos 20 dias úteis do mês de dezembro do ano passado, de 65,2 milhões de litros, as exportações de etanol em janeiro são 75,6% maiores.
Como os preços obtidos com as exportações são menores este mês, a receita de janeiro não superou, no balanço do MDIC, o total de US$ 75,1 milhões obtido com as exportações do biocombustível em igual mês de 2017. Mas faltam oito dias úteis para o final do mês e o valor certamente será superado no fechamento de janeiro. Já a receita de dezembro, de US$ 40,4 milhões, foi superada em 63,6% pelo total faturado nas três primeiras semanas de 2018, de US$ 66,1 milhões.
A disparada das exportações de etanol coincide com o anúncio do ministro Blairo Maggi, da Agricultura, feito semana passada, de que o governo estuda propor a retirada da tarifa de importação do biocombustível. Em vigor desde agosto, a tarifa é de 20% sobre um total importado que superar cota de 150 milhões de litros de etanol por trimestre. 
*Texto extraído da coluna Broadcast do Agro.
As exportações de etanol combustível nas três primeiras de 2018 somaram 114,5 milhões de litros e renderam US$ 66,1 milhões, segundo o Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC). Somente no período, com 14 dias úteis, esse volume já supera em 10,84% as vendas externas do biocombustível de janeiro de 2017, de 103,3 milhões de litros, em 22 dias úteis. Se comparado com o total exportado nos 20 dias úteis do mês de dezembro do ano passado, de 65,2 milhões de litros, as exportações de etanol em janeiro são 75,6% maiores.
Como os preços obtidos com as exportações são menores este mês, a receita de janeiro não superou, no balanço do MDIC, o total de US$ 75,1 milhões obtido com as exportações do biocombustível em igual mês de 2017. Mas faltam oito dias úteis para o final do mês e o valor certamente será superado no fechamento de janeiro. Já a receita de dezembro, de US$ 40,4 milhões, foi superada em 63,6% pelo total faturado nas três primeiras semanas de 2018, de US$ 66,1 milhões.
A disparada das exportações de etanol coincide com o anúncio do ministro Blairo Maggi, da Agricultura, feito semana passada, de que o governo estuda propor a retirada da tarifa de importação do biocombustível. Em vigor desde agosto, a tarifa é de 20% sobre um total importado que superar cota de 150 milhões de litros de etanol por trimestre. 

Fonte: O Estado de SP

Volume exportado já supera em 10,8% o de janeiro de 2017 e em 75,6% o de dezembro

23/01/2018

Etanol: Volume exportado já supera em 10,8% o de janeiro de 2017 e em 75,6% o de dezembro  
23/01/2018 - As exportações de etanol combustível nas três primeiras de 2018 somaram 114,5 milhões de litros e renderam US$ 66,1 milhões, segundo o Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC). Somente no período, com 14 dias úteis, esse volume já supera em 10,84% as vendas externas do biocombustível de janeiro de 2017, de 103,3 milhões de litros, em 22 dias úteis. Se comparado com o total exportado nos 20 dias úteis do mês de dezembro do ano passado, de 65,2 milhões de litros, as exportações de etanol em janeiro são 75,6% maiores.
Como os preços obtidos com as exportações são menores este mês, a receita de janeiro não superou, no balanço do MDIC, o total de US$ 75,1 milhões obtido com as exportações do biocombustível em igual mês de 2017. Mas faltam oito dias úteis para o final do mês e o valor certamente será superado no fechamento de janeiro. Já a receita de dezembro, de US$ 40,4 milhões, foi superada em 63,6% pelo total faturado nas três primeiras semanas de 2018, de US$ 66,1 milhões.
A disparada das exportações de etanol coincide com o anúncio do ministro Blairo Maggi, da Agricultura, feito semana passada, de que o governo estuda propor a retirada da tarifa de importação do biocombustível. Em vigor desde agosto, a tarifa é de 20% sobre um total importado que superar cota de 150 milhões de litros de etanol por trimestre. 
*Texto extraído da coluna Broadcast do Agro.
As exportações de etanol combustível nas três primeiras de 2018 somaram 114,5 milhões de litros e renderam US$ 66,1 milhões, segundo o Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC). Somente no período, com 14 dias úteis, esse volume já supera em 10,84% as vendas externas do biocombustível de janeiro de 2017, de 103,3 milhões de litros, em 22 dias úteis. Se comparado com o total exportado nos 20 dias úteis do mês de dezembro do ano passado, de 65,2 milhões de litros, as exportações de etanol em janeiro são 75,6% maiores.
Como os preços obtidos com as exportações são menores este mês, a receita de janeiro não superou, no balanço do MDIC, o total de US$ 75,1 milhões obtido com as exportações do biocombustível em igual mês de 2017. Mas faltam oito dias úteis para o final do mês e o valor certamente será superado no fechamento de janeiro. Já a receita de dezembro, de US$ 40,4 milhões, foi superada em 63,6% pelo total faturado nas três primeiras semanas de 2018, de US$ 66,1 milhões.
A disparada das exportações de etanol coincide com o anúncio do ministro Blairo Maggi, da Agricultura, feito semana passada, de que o governo estuda propor a retirada da tarifa de importação do biocombustível. Em vigor desde agosto, a tarifa é de 20% sobre um total importado que superar cota de 150 milhões de litros de etanol por trimestre.